Vanderlei Luxemburgo comenta sobre curta passagem no futebol chinês

Vanderlei Luxemburgo foi o convidado do programa "Bem, amigos!", do Canal SporTV na noite desta segunda-feira e comentou sobre sua rápida passagem no futebol chinês. Treinador falou sobre armações e boicotes no futebol do país, e ainda revelou que atuação de Li Wifeng, ex-jogador e atual dirigente do Tiajin.

- A proposta de trabalho era excelente. Contrato de três anos para sair da segunda para primeira divisão. Empresários me levaram para lá, com toda estrutura. Construção de estádio e centro de treinamento, levar todo meu "know-how". Quando cheguei lá, encontrei um grupo comandado pelo ex-jogador Li Weifeng, grupo que se envolvia com outros empresários. Passou a ter briga do Li Weifeng com esses empresários. Eu fiquei no meio do caminho com toda comissão técnica e os jogadores brasileiros. Ele era envolvido com umas coisas ruins do futebol chinês. Até apareceu aqui sobre esse negócio de apostas - disse o treinador.

- O Li Weifeng começou a me boicotar no grupo de jogadores. O problema estava no Li Weifeng. Ele queria ter feito as contratações. Eu perdi de 3 a 2 para o último colocado. Teve um número 5 que falhou três vezes no jogo. Ele foi até do Felipão. Disse que ele era complicado e mandou embora. Ele fez assim (levantou o braço) em uma falta contra mim. Na hora, eu não percebi, só depois no tape. Meteu a bola e fez o gol lá. Eu não treino nada de linha de impedimento. Ele falhou nos três gols. Quando o adversário colocou a bola onde ele tinha levantado a mão, fez o gol - completou, falando sobre Li.

Quando questionado sobre a corrupção do futebol chinês, Luxemburgo não se omitiu e falou de fatores que viu pessoalmente e armações para jogos do segundo turno da liga nacional.

- Só armado. Lá é constante. Lá é constante (armado para entrar o jogo). Há alguns anos, muitas pessoas foram presas no futebol da China. Para o futebol chinês, tem que parar com a própria corrupção no futebol chinês. O presidente da China quer mudar o futebol chinês. Tem enraizado aquelas coisas ruins que vão sair naturalmente. O presidente da federação asiática me disse que a China deveria mudar o conceito interno. Esse Li Ver Fan tirou o técnico da China do cargo. O futebol chinês vai avançar, mas terá mudança muito grande com as coisas ruins. Tem que fazer diferentes ações do que tem hoje no mercado. Nós tínhamos que avançar porque no segundo turno, os jogos estão todos prontos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos