Buffon: 'É bizarro não ver Casillas no gol da Espanha'

  • AP Photo/Massimo Pinca

Capitão da seleção italiana, o goleiro Buffon afirmou que terá uma sensação estranha ao encontrar a seleção espanhola sem um dos maiores ícones nesta quinta-feira, em Turim, pela segunda rodada do Grupo G das Eliminatórias Europeias da Copa do Mundo de 2018.

Buffon classificou como "bizarro" o fato de não enfrentar o goleiro Casillas, capitão da Fúria nos títulos da Copa do Mundo (2010) e Eurocopa (2012).

"O fato de ele não estar presente é bizarro. É também um sinal para mim. Estamos chegando ao fim de um percurso", reconheceu o goleiro da Itália.

Casillas e Buffon nutrem uma admiração mútua. O primeiro não foi convocado pelo técnico Julen Lopetegui para os próximos jogos. Já o segundo segue firme e forte à frente da baliza da Azzurra, com 38 anos.

Na Europa, Casillas é o recordista com mais jogos por uma seleção (167). Buffon está se aproximando (163), sobretudo com a opção de Lopetegui deixar o goleiro do Porto fora da seleção.

"É normal, vivo bem com isso. No meu interior, sei que a minha carreira está a chegar ao fim. No entanto, até que isso aconteça, vou aproveitar cada momento. A vida esportiva é assim, passamos de protagonistas a espetadores. Vou ter de me preparar", completou.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos