Eduardo Ferreira cogita deixar diretoria de futebol do Corinthians

  • Rodrigo Gazzanel / Agência Corinthians

A reformulação pela qual o Corinthians passará depois do Campeonato Brasileiro não deve ser apenas no elenco. O diretor adjunto de futebol do clube, Eduardo Ferreira, cogita entregar o cargo no fim deste ano. Principal responsável pelo departamento, ele vem sendo muito cobrado e sente-se isolado e também sobrecarregado no cargo.

Eduardo Ferreira acumulou funções com as saídas do ex-diretor de futebol Sergio Janikian, em maio do ano passado, e do ex-gerente Edu Gaspar, em junho. Outro agravante é o fato de Andrés Sanchez, padrinho político dele, estar cada vez mais afastado das tomadas de decisões do clube.

O diretor adjunto de futebol já comentou sobre o pedido de exoneração a pessoas próximas e usou como argumento o desgaste de ter de reformular o elenco em 2015 e novamente neste ano, desta vez com orçamento menor. Além disso, afirma que é importante ter alternância de poder e alega estar cansado após mais de um ano e meio no cargo.

Afora isso, Ferreira vem sendo alvo de protestos nos últimos meses, inclusive da torcida organizada Gaviões da Fiel, da qual ele é membro e já foi diretor.

O LANCE! tentou contato com o diretor adjunto por telefone e via mensagem de texto, mas não obteve resposta.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos