Maldini impõe condições para voltar ao Milan como dirigente

Lenda do Milan, Paolo Maldini está perto de retornar ao clube. Ele foi convidado para ser dirigente, de acordo com o jornal "La Gazzetta dello Sport", mas colocou duas condições para integrar a diretoria do Rossonero.

- Não vou dar a cara sem conhecer os chineses (novos donos do clube). Há dois obstáculos: quero uma responsabilidade direta e ter claro o meu papel. Nada de brincadeiras com o Milan - disse o ídolo do Rubro-Negro, ao jornal italiano.

Silvio Berlusconi concordou em vender 99% das ações do Milan para o grupo chinês Sino-Europe Sports Investment Management Changxing por 740 milhões de euros (R$ 2,6 bilhões), incluindo as dívidas. O consórcio inclui o empresário Yonghong Li, o grupo Haixia Capital e outras companhias privadas e públicas.

Maldini atuou em 902 partidas oficiais com a camisa do Milan, único time em que defendeu na carreira. O ex-zagueiro e lateral-esquerdo conquistou sete títulos do Campeonato Italiano, cinco Liga dos Campeões, três mundiais, uma Copa da Itália e cinco Supercopa da Europa.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos