Põe na conta dos goleiros (e do juiz)! Timão e Galo empatam em Itaquera

Corinthians e Atlético-MG empataram em 0 a 0 na noite desta quarta-feira, na Arena de Itaquera, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar das formações ofensivas de Fabio Carille e Marcelo Oliveira, não foi dia dos atacantes brilharem: Walter e Victor, dois dos melhores goleiros em atividade no futebol brasileiro, fizeram boas defesas e garantiram o empate que embolou o topo da tabela de classificação.

Agora o Timão, que bateu recorde negativo de público pela terceira vez consecutiva em Itaquera, desce para o oitavo lugar, com 42 pontos, mas três a menos que o Atlético-PR, que abre o G6. Já o Galo avança a 53 pontos e pode ver Palmeiras e Flamengo abrirem vantagem maior ainda na ponta da tabela do Brasileirão. Em resumo: o empate não foi bom pra ninguém.

O Corinthians já começou o jogo aprontando. No primeiro lance, Rodriguinho cruzou na cabeça de Gustavo, que cabeceou para fora, mas com perigo. Por falar nisso, se tinha alguém em campo que podia dar sustos no adversário era Robinho. O camisa 7 do Galo, acostumado aos malabarismos contra o Timão, tentou uma bicicleta aos dez minutos após lançamento de Carlos César. O Corinthians insistia em deixar Robinho livre, jogando entre suas linhas defensivas.

A liberdade de Robinho era tamanha que ele achou espaço na defesa e serviu Hyuri com maestreia. O meia-atacante dominou e bateu para ótima defesa de Walter. Incomodado com a pressão atleticana, o Corinthians se lançou ao ataque e balançou as redes. Quer dizer... Marquinhos Gabriel cruzou pela direita para Gustavo, que cabeceou com destreza para o fundo das redes. O problema é que o árbitro viu falta em cima de Gabriel e anulou o lance. Dizem que futebol é jogo de contato. Dizem.

O primeiro tempo ainda teve mais uma grande defesa de Walter em finalização de Clayton e ótima chance de Rodriguinho de fora da área. Nenhuma delas entrou. O bom volume da primeira metade do jogo se manteve na etapa complementar, mas o Atlético-MG cansou e só o Corinthians jogou. Marlone concluiu para defesa absurda de Victor, que repetiu o milagre após chute de Rodriguinho em jogada de habilidade de Gustavo. Sim, jogada de habilidade de Gustavo. Não dizem que futebol é dinâmico? Pois é.

Fabio Carille arriscou com a entrada de Rildo e viu seu camisa 19 ensaiar uma mudança de rumos na partida. Aos 34 minutos, o reserva saiu driblando no meio-campo e foi parado com falta de Leandro Donizete, que recebeu o segundo cartão amarelo e acabou expulso. A falta perigosa foi desperdiçada. E todas as outras chances também. Noite sem gols em Itaquera.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 0 X 0 ATLÉTICO-MG

?

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)

Data-Hora: 5 de outubro de 2016 (quarta-feira), às 21h (de Brasília)

Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)

Auxiliares: Bruno Boschilia (PR) e Ivan Carlos Bohn (PR)

Público/renda: 17.135 pagantes / R$ 760.443,00

Cartões amarelos: Lucas Cândido (CAM)

Cartões vermelhos: Leandro Donizete (CAM)

Gols: Não houve

CORINTHIANS: Walter; Léo Príncipe (Lucca 42' 2ºT), Yago (Pedro Henrique 30' 1ºT), Balbuena e Guilherme Arana; Camacho; Marlone (Rildo 23' 2ºT), Marquinhos Gabriel, Giovanni Augusto e Rodriguinho; Gustavo. Técnico: Fábio Carille

ATLÉTICO-MG: Victor; Carlos Cesar, Gabriel, Leonardo Silva e Fábio Santos; Leandro Donizete, Lucas Cândido e Hyuri (Patric 16' 2ºT); Robinho (Yago 35' 2ºT), Fred e Clayton (Dátolo 26' 2ºT). Técnico: Marcelo Oliveira

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos