Fla fala de ação de Léo Moura, que é chamado de 'mercenário' por torcedores

  • Gilvan de Souza/ Flamengo

O lateral-direito Léo Moura entrou na Justiça contra o Flamengo. Ele move uma ação trabalhista na qual cobra R$ 300 mil, valor que pode até aumentar. A informação foi divulgada inicialmente pelo UOL Esporte. O jogador exige restituição de pagamento de horas extras, adicional noturno e direito de arena*. Procurado pelo Lance!, o departamento jurídico do Rubro-Negro diz estar tranquilo e considera que o ex-camisa 2 da Gávea recebeu todos os direitos.

"O Flamengo vai se defender no momento apropriado, mas está absolutamente tranquilo, pois acredita que todas as verbas trabalhistas a que ele tinha direito foram pagas", disse o vice-presidente jurídico do clube, Flávio Willeman.

Léo Moura defende atualmente o Santa Cruz, próximo adversário do Flamengo, neste domingo, no Pacaembu. Querido por parte da torcida rubro-negra, ele foi hostilizado nas redes sociais na manhã desta quinta-feira, quando a notícia do processo foi divulgada. Alguns internautas o chamaram de mercenário.

Léo Moura atuou por dez anos no Flamengo. Ele deixou o clube em clima cordial, inclusive com um jogo de despedida, no qual recebeu uma homenagem de Zico, o maior ídolo da história rubro-negra. Com 519 jogos pelo time da Gávea, ele é o sétimo jogador que mais vezes vestiu a camisa do Fla.

*O direito de arena é uma quantia recebida pelos jogadores. Trata-se de um pagamento pela participação dos atletas em eventos esportivos que contam com transmissão e/ou retransmissão dos jogos. Esta quantia é repassada pelo Flamengo ao Sindicato dos Atletas de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Saferj).

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos