Atacante é excluído do grupo da Itália após desrespeitar treinador

O atacante Graziallo Pellè, que atua no Shandong Luneng, da China, foi excluído da delegação da Itália. O jogador não gostou de ser substituído diante da Espanha, na última quinta-feira, em jogo válido pela segunda rodada das Eliminatórias europeias para Copa do Mundo de 2018, e deixou o técnico Giampiero Ventura 'no vácuo'. De acordo com o jornal marca, ele ainda teria chamado o comandante da Azzurra de 'pedaço de merda'.

Desta forma, o jogador não vai encarar a Macedônia, no domingo, pela terceira rodada das eliminatórias.

- O técnico italiano, em acordo com a Federação, decidiu excluir Graziano Pellè da equipe para o jogo de domingo frente à Macedônia por comportamento desrespeitoso durante a sua substituição no jogo com a Espanha. Jogar com esta camisa implica em partilhar valores de respeito com todo o staff técnico, companheiros e torcedores. O jogador retornará nesta sexta ao seu clube - divulgou a federação italiana, por meio de um comunicado.

Ao saber que estava fora do grupo italiano e teria que retornar ao futebol chinês, Pellè se desculpou pela atitude.

- Infelizmente voltei a errar. Sei que tenho de dar o exemplo e agora tenho de aceitar as consequências - escreveu o atacante, no Instagram.

Com o empate com a Espanha, os italianos estão na terceira colocação no Grupo G das Eliminatórias, com quatro pontos, mesmo número dos espanhóis, que levam vantagem no saldo de gols. A liderança é da Albânia, que tem seis.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos