Russa do atletismo perde medalha de ouro de Londres por uso de esteroide

A russa Tatyana Lysenko, campeã olímpica nos Jogos de Londres-2012 no lançamento de martelo, terá de devolver a medalha por decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI). A atleta de 33 anos testou positivo para turinabol, um esteroide anabolizante, após uma reanálise de amostras.

O título será herdado pela polonesa Anita Wlodarczyk. A alemã Betty Heidler ficará com a prata, e a chinesa Zhang Wenxiu ganhará o bronze.

De acordo com a imprensa russa, a amostra que relevou o uso da substância proibida foi colhidas no Mundiais de 2005, em Helsinque (FIN). Na ocasião, ela ficou com o bronze na prova.

Em abril deste ano, Tatyana foi notificada sobre o resultado negativo no teste pela Associação Internacional de Federações de Atletismo (Iaaf). Desde então, ela estava suspensa de competições da entidade.

A atleta, campeã mundial em 2011 e 2013, já havia sido punida por uso de doping anteriormente. Ela ficou dois anos sem competir após ser flagrada com esteroides em 2007.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos