Fera do jiu-jitsu, Davi Ramos disputa cinturão do Phoenix FC, no Líbano

O último mês de 2016 reserva uma grande oportunidade profissional para Davi Ramos. No dia 10 de dezembro, em Beirute, capital do Líbano, o brasileiro enfrentará o norte-americano Nick Piedmont pelo título inaugural dos leves (até 70,3 kg) do Phoenix Fighting Championship. Será também a primeira edição da organização, que promete ser uma das principais franquias de MMA do Oriente.

O primeiro compromisso de Davi com o Phoenix FC aconteceu no último final de semana, quando o lutador viajou até o Líbano para participar do lançamento oficial e da promoção do evento. Foi por lá também que o carioca teve o primeiro contato com seu próximo oponente, ex-integrante do time de lutadores do Bellator, assim como Davi.

- Fiquei muito impressionado com o evento de lançamento do Phoenix FC, que já foi um grande sucesso. Eles têm um projeto muito legal, a estrutura do evento será incrível, e eles são muito profissionais. Foi muito bom ter passado quatro dias por lá, conheci a cidade e meu adversário. Nos respeitamos na encarada, mas o bicho vai pegar dentro do cage - avisou Davi em seu retorno ao Rio de Janeiro.

Da última vez em que entrou em ação no MMA, o atual campeão até 77 kg do ADCC finalizou Mike Flach ainda no primeiro round do combate válido pelo RFA 42, em agosto deste ano. Foi a quinta vitória de Davi no MMA profissional, e a chance do sexto triunfo já é especial para ele: será sua primeira disputa de título internacional nas artes marciais mistas.

- Estou muito feliz com essa oportunidade. Já esperava há algum tempo, e darei meu máximo para ter uma grande vitória e trazer o cinturão para o Brasil. Terei um cara experiente pela frente, em um evento de primeiro mundo, então é um desafio muito importante para mim. É a chance de mostrar ao mundo minhas qualidades no MMA e mostrar também que quero ir longe na carreira - analisou o lutador de 29 anos.

Camp em paralelo com Minotouro motiva

Representante do Team Nogueira, Davi Ramos é o responsável pelos treinos de jiu-jitsu de Rogério Minotouro, que tem compromisso agendado no UFC para o dia 19 de novembro em São Paulo, diante do norte-americano Ryan Bader. A proximidade entre as datas dos combates faz com que os treinamentos dos atletas seja realizado em paralelo, e o fato anima Davi.

- Será um grande prazer e também um desafio treinar e cuidar da parte de jiu-jitsu do Minotouro ao mesmo tempo em que me preparo para lutar. Mas, como sempre digo, desafios me movem, e estou pronto para encará-lo. Iniciei o treinamento com o Rogério e já posso afirmar que ele chegará muito bem treinado para a luta. Estar diariamente com ele, trocando experiências, será ótimo para mim. Aprenderei ainda mais. Isso me deixa muito motivado - encerrou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos