São Paulo ainda tenta sair da crise para reviver glórias do Pacaembu

  • Moisés Moraes

    São Paulo tem histórico de conquistas no Pacaembu

    São Paulo tem histórico de conquistas no Pacaembu

Desde o ano passado, 13 de outubro é uma data a se lamentar no São Paulo. Foi quando Carlos Miguel Aidar renunciou ao cargo de presidente, encerrando um ciclo marcado escândalos. O passado vergonhoso deixou marcas no clube, que, exato um ano depois, ainda tenta se reerguer. Nesta quinta-feira, no clássico contra o Santos, às 21h, no Pacaembu, o time tricolor busca mais um passo para se livrar do rebaixamento no Campeonato Brasileiro e reencontrar o caminho das vitórias. Devolver ao torcedor à alegria tantas vezes vista no municipal.

Mandante, o São Paulo estará longe do Morumbi por conta de um acordo feito entre os clubes no primeiro turno. Mas nem por isso falta inspiração. Em seus 86 anos de história, o Tricolor paulista cansou de comemorar no Pacaembu. Inclusive contra o adversário desta quinta.

Dentre duelos, dois ocupam lugar de destaque. A maior goleada (9 a 1) e o jogo em que "acusam" o time de Pelé de ter fugido (veja mais abaixo). O retrospecto recente, apesar da derrota no primeiro turno por 3 a 0, também anima: três vitórias, um empate e uma derrota nos últimos cinco jogos. Sem contar que a torcida será só de tricolores.

"Teoricamente, é um campo neutro, mas só estarão torcedores do São Paulo. Isso pode nos favorecer. Independente de Morumbi ou Pacaembu, estaremos preparados para fazer um bom jogo", afirmou o zagueiro e capitão Maicon.

Fato é que antes da inauguração do Morumbi, em 1960, o Pacaembu era a casa do São Paulo. A estreia de Leônidas da Silva, em maio de 1942, contra o Corinthians, registrou o maior público da história do estádio: 71.281 pagantes. Depois, vieram seis títulos estaduais (1943, 1945, 1946, 1948, 1949 e 1957).

JOGOS HISTÓRICOS NO PACAEMBU

9 a 1 no Santos
No dia 18 de junho de 1944, o São Paulo anotou a maior goleada da história do San-São. Curioso é que o Tricolor também meteu 14 a 0 sobre o rival na preliminar. Histórico.

Parou Pelé
Em 1963, o Tricolor fez 4 a 1 no Santos com Coutinho e Pelé expulsos ainda no primeiro tempo tempo. O jogo foi encerrado antes porque o Santos ficou com sete atletas, o que não era permitido. O Tricolor disse que o rival aplicou a tática do "cai-cai" e fugiu do duelo. Dorval e Pepe acusaram lesão na partida.

Atropelo
Em 8 de maio de 2005, o time campeão do mundo naquele ano aplicou 5 a 1 no Corinthians no BR. A goleada derrubou o argentino Daniel Passarella, técnico do rival.

Internacional
No dia 7 de novembro de 2012, pelas quartas de final da Sul-Americana, goleada de 5 a 0 sobre a Universidad do Chile, atual campeã do torneio. Foi o último título do time tricolor.

Quer receber notícias do São Paulo de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos