Confusão em cabine do Palmeiras gera punição a quem atirou cadeira

A confusão entre torcedores do Figueirense com membros da comissão do Palmeiras gerou punição a um funcionário de assessoria esportiva contratado em Santa Catarina, além de uma tentativa de agressão a Alberto Valentim.

Quando torcedores do time da casa viram em uma cabine funcionários do Palmeiras, entre eles o auxiliar, iniciou-se um bate-boca acalorado. Segundo eles, Valentim os provocou, mas o palmeirense nega a versão e justifica que estava apenas assistindo ao jogo.

Durante a discussão, jogaram objetos na cabine, como copos com bebidas. Neste momento, o funcionário, que não é do clube e foi contratado para complementar o estafe em Florianópolis, atirou uma cadeira em direção ao público. Foi o momento em que a briga ficou mais tensa, e quando tentaram jogar o objeto de volta na cabine. A Polícia foi chamada para conter os ânimos.

Na saída do estádio, torcedores ainda esperaram a saída de Valentim, cercado de policiais. Neste momento, o auxiliar quase foi agredido.

Nenhum torcedor acabou punido, mas o contratado terá de responder pela agressão e pelo prejuízo ao patrimônio do Figueirense. Ele não foi preso e acabou liberado depois.

Quer receber notícias do Figueirense e do Palmeiras de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos