São Paulo pode ter Rodrigo Caio de volante e novo esquema contra o Flu

  • Érico Leonan / saopaulofc.net

Pressionado por não vencer há cinco jogos, o técnico Ricardo Gomes tentará mudar a situação do São Paulo a partir deste domingo. Em treino fechado no CT da Barra Funda, o comandante definirá a equipe que enfrentará o Fluminense nesta segunda-feira, no Rio de Janeiro. Não bastasse a fase complicada, Ricardo ainda tem problemas para escalar a equipe. Precisará, novamente, fazer alterações na formação.

Após o clássico contra o Santos, na última quinta-feira, Ricardo Gomes perdeu Carlinhos e Hudson, lesionados. As baixas são importantes para as pretensões do treinador, que pode ser forçado a alterar o esquema de jogo (4-1-4-1). Na visão de Ricardo, não há no elenco um jogador capaz de cumprir a função de Hudson na proteção à frente da zaga.

Reserva desde que o treinador chegou, João Schmidt seria o substituto imediato, por já ter atuação na posição, mas Ricardo o enxerga como volante mais à frente, na parte da criação. Uma alternativa é Rodrigo Caio, que jogou durante muito tempo como volante. Neste caso, uma vaga na defesa seria aberta para a entrada do ídolo Lugano.

Caso não opte por Rodrigo, a tendência é que Gomes altere o esquema para o 4-2-3-1, com dois volantes na contenção. Desse modo, o peruano Cueva jogaria centralizado e Wesley, que vem mal, brigaria com Schmidt. Após ficar no banco contra o Santos por ter voltado da seleção peruana, Cueva deve retornar ao time.

No ataque, para a vaga de Carlinhos, quem ganhou pontos foi Robson. O atacante foi titular pela primeira vez no clássico e agradou. Surge como grande candidato a uma das vagas ao lado de Chavez. A utilização de Kelvin dependerá do modo como Ricardo armará o time.

A ideia do treinador é mexer o mínimo possível na estrutura.

"Não vou mudar muito, não. No máximo, o posicionamento", afirmou o comandante tricolor.

A situação de Ricardo é delicada. O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva tem sido pressionado a demiti-lo, mas ainda resiste. A análise é de que o treinador não é a causa dos problemas. Mas o técnico sabe que precisa fazer o time jogar mais. Os trabalhos começam já.

AS FORMAÇÕES POSSÍVEIS

Com o mesmo esquema: Denis, Buffarini, Lugano, Maicon e Mena; Rodrigo Caio; Robson, Thiago Mendes, Wesley (João Schmidt) e Cueva; Chavez.

Com esquema diferente: Denis, Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; João Schmidt (Wesley), Thiago Mendes, Kelvin, Cueva e Robson; Chavez.

Quer receber notícias do São Paulo de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos