Em jogo com poucas chances de gol, Liverpool empata com United

Liverpool e Manchester United fizeram um jogo amarrado e com poucas chances de gol nesta segunda-feira, no encerramento da oitava rodada da Premier League. Com a falta de capacidade ofensiva, principalmente pela equipe comandada por José Mourinho, o 0 a 0 acabou sendo o placar final, em um clássico cercado de expectativas, mas que ficou devendo.

Com o resultado, o Liverpool perde a chance de colar nos líderes Manchester City e Arsenal, ficando em quarto lugar, com 17 pontos, dois a menos que os rivais. Já o United tem 14, na sétima colocação.

Liverpool e Manchester United entraram em campo com posturas bem diferentes. Os Reds, por jogarem em casa, começaram com três atacantes e Philippe Coutinho no meio, municiando Mané, Firmino e Sturridge. Por outro lado, Mourinho foi mais contido, povoando o meio de campo e dando um pouco mais de liberdade a Pogba. Rooney estava no banco, com Ibrahimovic mais isolado.

O maior clássico inglês, contudo, esteve bem aquém do esperado no primeiro tempo. As poucas finalizações foram longe da meta e os goleiros não tiveram trabalho nos primeiros 45 minutos.

A estratégia defensiva de Mourinho deu resultado e jogadores que geralmente desequilibram, como Coutinho, foram bem marcados. O brasileiro, mais recuado, era bastante acionado, mas tinha problema para se desvencilhar dos volantes rivais. Apesar disso, os Red Devils não estiveram muito no ataque, mas tiveram em Pogba o homem mais participativo, porém sem efetividade.

O jogo seguiu truncado no início da segunda etapa. Mas um lance fez a torcida do Liverpool ficar mais animada. Dentro da área, Can conseguiu finalizar de canhota, para grande defesa do goleiro De Gea.

O Liverpool estava melhor na etapa final, principalmente pela mudança de Klopp, tirando o apagado Sturridge para a entrada de Lallana. O meia inglês aparecia com mais perigo entre os zagueiros do Manchester United, que passaram a ter mais problemas.

A movimentação no ataque do Liverpool começou a dar mais frutos, apesar da falta de espaços em campo. Em chute de fora da área, Coutinho obrigou De Gea a outra excelente defesa, evitando o primeiro gol do jogo.

O Liverpool tentava encurralar o Manchester United em seu campo e chegou a ter, em certo ponto do segundo tempo, 75% de posse de bola. Mas as chances claras eram raras. Em uma delas, Firmino invadiu a área e, hora do arremate frente a frente para De Gea, foi desarmado por Valencia. Providencial!

A vontade de vencer, contudo, não foi suficiente ao Liverpool, que não foi capaz de furar a bem montada defesa do United. José Mourinho, por sua vez, mostrou-se um pouco covarde, abdicando do ataque em grande parte do jogo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos