Visita de Danilo, desafio de chutes e apoio a Oswaldo: o sábado do Timão

  • Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

A eliminação da Copa do Brasil já é coisa do passado para o Corinthians. Três dias após a derrota diante do Cruzeiro que sacramentou a queda, o grupo realizou um treino com clima leve neste sábado, no CT Joaquim Grava. A principal atração foi a presença do meia Danilo em campo. Em tratamento de uma grave lesão na perna direita (ele fraturou e já operou dois ossos há quase dois meses), o experiente meio-campista apareceu no gramado de perna engessada e muletas e acompanhou boa parte do treinamento.

Danilo é velho conhecido do técnico Oswaldo de Oliveira, com quem foi tricampeão nacional consecutivo no Japão, e conversou longamente com o auxiliar Luiz Alberto na beirada do gramado. Ele foi cumprimentado por todos os jogadores e só deixou o local após muita conversa com os profissionais do Timão, num carrinho de maca. O jogador de 37 anos tem contrato com o Corinthians até o fim de 2017 e só poderá voltar ao futebol no ano que vem.

Além da presença de Danilo, o treino deste sábado ainda teve dois eventos peculiares: um desafio de finalizações comandado pelo auxiliar Luiz Alberto e fortes demonstrações de apoio ao técnico Oswaldo de Oliveira.

O treinador estava deixando o gramado após comandar as atividades quando foi abordado por torcedores que levaram mensagens de incentivo. "Confiamos em você" e "agora é a hora" foram algumas das declarações enquanto Oswaldo tirava fotos e assinava camisas. O treinador respondeu a todos os recados com entusiasmo: "Vamos em frente", "vamos todos juntos", "estou muito confiante no nosso time" e até "você não faz ideia de como quero que dê certo aqui". Atencioso, Oswaldo ficou cerca de dez minutos atendendo os torcedores convidados do CT Joaquim Grava.

Enquanto o técnico conversava com os torcedores, os auxiliares Luiz Alberto e Fabio Carille comandavam treinos específicos para jogadores de ataque e defesa, respectivamente. O dos jogadores de ataque contou com um ingrediente especial: o auxiliar propôs um desafio na atividade de finalizações: ele cruzava bolas na área e quem acertasse os gols nas metas defendidas por Matheus Vidotto e Caique França estaria liberado do treino, enquanto os que errassem iam ficando até acertar. Foram oito jogadores que participaram do desafio: Lucca, Marlone, Léo Príncipe, Gustavo, Guilherme Arana, Camacho e Léo Santos, que chegou depois de fazer seu treino para zagueiros.

Depois de alguns minutos, praticamente todos haviam acertado, e restaram apenas Léo Santos e Gustavo no desafio das finalizações. Para que não houvesse um único perdedor, Luiz Alberto encerrou o treino naquela hora.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos