Presidente da CBDA, Coaracy Nunes, é afastado

A 21ª Vara Federal Cível de São Paulo determinou na tarde desta segunda feira o afastamento do presidente da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), Coaracy Nunes Filho. Além dele, Sérgio Alvarenga (diretor financeiro), Ricardo de Moura (coordenador de Natação) e Ricardo Cabral (coordenador de Pólo Aquático) foram imediatamente afastados. A decisão foi decretada em caráter liminar.

Os membros afastados são acusados pelo Ministério Público Federal (MPF) de São Paulo por fraude em licitação, superfaturamento e desvio de dinheiro público. O esquema foi descoberto pela operação Águas Claras e, segundo a MPF, o dinheiro seria destinado à compra de equipamentos e materiais para a preparação de atletas de maratona aquática, polo aquático e nado sincronizado para a Rio-2016. Segundo o órgão, os danos chegam a R$ 1.265.844,00.

?

?Além do afastamento, o juiz federal Heraldo Garcia Vitta determinou que a investigação continue em São Paulo, considerando que a maioria das empresas investigadas estão na cidade. O juiz determinou que o o Ministério do Esporte indique, urgentemente, um substituto para a presidência da CBDA, já que o vice também foi afastado sob a alegação de fazer parte da presidência.

O pedido do MPF para bloquear os bens dos envolvidos não foi acatado pelo magistrado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos