Clubes se manifestam e prestam homenagens a Carlos Alberto Torres

O futebol brasileiro perdeu um de seus maiores símbolos. Capitão da Seleção Brasileira na Copa de 1970, o ex-lateral-direito e ex-treinador Carlos Alberto Torres morreu nesta terça-feira, aos 72 anos, no Rio de Janeiro, vítima de enfarte fulminante.

O "Capita", que era comentarista do Sportv, despontou no Fluminense, depois transferiu-se para o Santos. Também passou por Botafogo, Fluminense e Flamengo. Nas redes sociais, clubes prestaram homenagens.

BOTAFOGO

"É com profundo pesar que o Botafogo lamenta a morte do ídolo Carlos Alberto Torres, na manhã desta terça-feira, aos 72 anos, no Rio de Janeiro, vítima de enfarto fulminante. Capitão do Tri Mundial do Brasil na Copa do Mundo de 70, Capita, como conhecido carinhosamente, marcou o seu nome na história do clube. Integra o Time do Século XX do Botafogo, sendo conhecido pelo potente chute de pé direito. Carioca e nascido em 17 de julho de 1944, Capita destacou-se também como técnico. Em 1993, fez história ao levar o Botafogo a conquistar a Taça Conmebol (Sul-Americano) para orgulho dos alvinegros."

SANTOS

"O Santos FC lamenta o falecimento do ídolo Carlos Alberto Torres, que tinha 72 anos. Ele jogou 445 partidas e marcou 40 gols, no período de 1965 a 1975, e é considerado o melhor lateral direito da história do Alvinegro Praiano. O Clube decretou luto oficial de três dias.

Carlos Alberto Torres conquistou os seguintes títulos: Campeão Brasileiro nos anos de 1965 e 1968, Campeão do Torneio Rio-São Paulo em 1966, Campeão Paulista nos anos de 1965/1967/1968/1969 e 1973, Campeão da Recopa Sul-Americana e Mundial em 1968. Enquanto esteve no Santos FC jogou na Seleção Brasileira 61 partidas, marcando 09 gols. Na Copa do Mundo de 1970 levantou como capitão da equipe a taça de campeão mundial."

FLAMENGO

O #CapitaEterno honrou o Manto Sagrado como jogador e treinador. Técnico do Tri Brasileiro de 1983. Uma perda irreparável. Descanse em paz.

PETER SIEMSEN - Presidente do Fluminense

"Muito triste com a perda do nosso grande capitão Carlos Alberto Torres, um dos maiores laterais da história do futebol mundial. Formado nas categorias de base do Fluminense, o Capitão tinha sangue tricolor. Participou de um dos grandes momentos da história do clube."

CORINTHIANS

Capitão do Tri com a Seleção Brasileira, Carlos Alberto Torres foi técnico do Timão em 48 jogos (1985 e 1988). Descanse em paz, Capita! #RIPCapita

New York Cosmos ?

Estamos profundamente tristes com a perda de Carlos Alberto, um jogador lendário e uma pessoa maravilhosa. Ele sempre será lembrado como parte da família Cosmos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos