Fagner comemora Corinthians no G6, defende diretoria e diz que não 'alisa'

Fagner não se deu o trabalho de "secar" o Atlético-PR na última segunda-feira, mas comemorou a derrota do Furacão para o América-MG que fez com que o Corinthians terminasse a 32ª rodada no G6 do Campeonato Brasileiro. Nem por isso o jogador deixou de comemorar. Nesta terça-feira, em entrevista coletiva, o lateral-direito disse que ficou sabendo depois do resultado da última partida da rodada e celebrou a colocação alvinegra.

- Estamos no G-6, o mais importante é permanecer nele até o fim. Agora é pensar jogo a jogo, buscar os três pontos a cada jogo. Ou ter uma folga na última rodada, ou fazer grandes jogos e conseguir a vaga - destacou.

O camisa 23 do Timão disse que a equipe precisa melhorar defensivamente, mas ponderou que um dos seis gols sofridos nos dois últimos jogos foi irregular (Guerrero, do Flamengo estava impedido).

Ele ainda negou que o desempenho em 2016 seja decepcionante, embora o Corinthians tenha terminado o último ano como campeão brasileiro. Ele lembrou que diversos jogadores deixaram o clube, além do técnico Tite, e saiu em defesa da diretoria alvinegra:

- O Corinthians foi campeão brasileiro ano passado e o que valia 10 passou a valer 30. Para a diretoria, isso também é difícil, sair no mercado para contratar um jogador e ele se valorizar porque o clube foi campeão brasileiro. A diretoria fez o que pôde. Para o próximo ano, tem que se repensar. Uma equipe campeã não é formada em cima da hora, o time que foi campeão ano passado tinha jogadores jogando juntos desde 2013. Estamos brigando pelo G6, muitos disseram que o Corinthians brigaria para não cair. Estamos em uma remontagem para o ano que vem ser mais proveitoso - opinou.

Indagado sobre seu desempenho, o ala avalia que oscilou juntamente com a equipe. Ele também respondeu sobre algumas entradas duras que têm dado e se justificou:

- Eu vejo que o futebol hoje exige muita força, eu tenho um porte físico menor do que um cara de 1,90m, então não posso alisar, tenho que ser firme, duro. Existe diferença entre ser firme e desleal.

O Corinthians de Fagner volta a campo no próximo sábado, contra a Chapecoense, na Arena.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos