Flu de luto: Peter Siemsen lamenta morte do ídolo Carlos Alberto Torres

O Fluminense está de luto pelo falecimento de Carlos Alberto Torres, ídolo do clube e vítima de enfarte fulminante na manhã desta terça-feira, aos 72 anos. Por meio de seu site oficial, o Clube das Laranjeiras lamentou o ocorrido, lembrando da importância que o Capita, campeão da Copa do Mundo em 1970, teve na história do Tricolor, da Seleção Brasileira e do futebol mundial.

Revelado pelo Fluminense em 1963, Carlos Alberto Torres teve duas passagens pelas Laranjeiras. Como jogador do Tricolor, foi tricampeão do Campeonato Carioca (1964, 1975 e 1976). Como treinador, voltou ao clube no ano de 1984 e voltou a conquistar o torneio estadual neste mesmo ano.

O presidente Peter Siemsen, que tem Carlos Alberto Torres como grande ídolo, se manifestou através da assessoria e do site oficial do Clube das Laranjeiras.

- Hoje nós perdemos um dos maiores jogadores da história do Brasil e do futebol. Um jogador formado nas Laranjeiras, lateral-direito espetacular, uma pessoa incrível, o Carlos Alberto Torres. Um dos primeiros jogos que vi no Maracanã, em 1975, ele era o nosso lateral. Foi um grande ídolo meu na infância e sempre vai ser. Mora nos nossos corações para sempre. Um cara espetacular. Merece todos as homenagens - comentou o presidente do Flu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos