Após pedido do Vasco, organizadas são proibidas de entrar com material

No jogo contra o Avaí, em São Januário, as torcidas organizadas estão proibidas de entrar com material no estádio. O curioso foi que o próprio Vasco foi quem entrou com o pedido para que o Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (Gepe) proibisse o acesso dos materiais referentes as torcidas.

A justificativa do clube foi a de que está buscando evitar possíveis penalizações ao Vasco neste final de temporada por conta das organizadas. A medida, pelo menos por enquanto, vale apenas para este jogo diante do Avaí, em São Janu.

Vale lembrar que, na última partida do Cruz-Maltino em seu estádio, a equipe de Jorginho foi derrotada pelo CRB, com direito a protesto da torcida e Eurico Miranda sendo hostilizado por alguns vascaínos na saída da Colina Histórica.

Confira o pedido do Vasco

"O Club de Regatas Vasco da Gama solicita através de seu representante legal à Polícia Militar do Estado do rio de Janeiro (Gepe) que não autorize o acesso de instrumentos musicais, bandeiras com mastros, faixas e/ou objetos alusivos às ditas organizadas, no estádio de São Januário, em dias de partidas válidas pelo Campeonato Brasileiro de futebol, em função dos últimos lamentáveis acontecimentos protagonizados pelas mesmas, resguardando o clube de eventuais problemas de ordem desportiva e/ou cível, diminuindo a possibilidade de violência e/ou arremessos de objetos ao campo de partida, atos que resultam em penalidade ao Clube, em momento de definição de classificação, ocasionando prejuízos principalmente de ordem técnica."

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos