STJD acata pedido do Guarani e libera Brinco de Ouro para decisão

A torcida bugrina pode ficar tranquila, pois poderá apoiar o Guarani de perto no primeiro duelo rumo ao título da Série C do Brasileiro. Atendendo a um pedido de efeito suspensivo do clube, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) liberou o estádio Brinco de Ouro para o primeiro jogo das finais contra o Boa Esporte, marcado para sábado, às 19h15 (de Brasília). O pedido do clube foi deferido pelo auditor João Bosco.

O Guarani foi punido com a perda de um mando de campo e multa de R$ 15 mol por incidentes na vitória sobre o ASA, no dia 8 de outubro, que garantiu o acesso à Série B. De acordo com a súmula do árbitro Elmo Alves Resende Cunha, houve apedrejamento do ônibus do time de Arapiraca na chegada ao estádio, invasão de torcedores no campo ao fim da partida, agressão ao meia Diogo e comportamento inadequado de um gandula - que jogou uma bola em campo com o jogo em andamento de propósito.

Após o deferimento do pedido do Bugre, o gancho está suspenso até julgamento no Pleno - a última instância nacional. A pena deve ser cumprida na primeira partida como mandante na Série B do Brasileiro de 2017.

O tobogã do estádio, fechado desde 2013, também foi liberado após vistoria da Polícia Militar. A expectativa é de casa cheia no Brinco de Ouro, com o maior público dos últimos anos - o clube espera aproximadamente 18 mil torcedores.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos