Cruzeirense morto no Mineirão teria chegado com fraturas a hospital

A morte do torcedor do Cruzeiro, Eros Dátilo Belizardo, de 37 anos, no Mineirão, ganhou novos desdobramentos ao fim da manhã desta quinta-feira. De acordo com nota da Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), o cruzeirense, que passou mal durante a derrota por 2 a 0 para o Grêmio, na Copa do Brasil, teria chegado ao hospital já sem vida e com múltiplos traumas.

A informação inicial era de que Eros sofrera um infarto fulminante durante um dos gols gremistas. No entanto, a nota indica:

"O paciente E.D.B deu entrada no Hospital Metropolitano Odilon Behrens às 23h07, encaminhado via ambulância privada que atende no Mineirão. O paciente chegou ao hospital já sem vida - apresentando múltiplos traumas - e o óbito foi oficialmente declarado às 23h16."

Segundo a Polícia Militar (PM) informou ao "Estado de Minas", um dos seguranças tentou impedir a passagem de dois torcedores para outro setor do Mineirão. Imobilizado, Eros começou a passar mal e foi transferido para o hospital. Testemunhas afirmam que o cruzeirense recebeu uma gravata.

O corpo de Eros Dátilo Belizardo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), e a ocorrência, encerrada na Delegacia de Polícia de Eventos.

Nas redes sociais, organizadas do Cruzeiro lamentaram a morte do torcedor celeste.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos