Defesa corintiana preocupa Oswaldo, que faz troca já pensando em clássico

  • Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

    Oswaldo já pensa em como armar defesa corintiana para clássico contra o São Paulo

    Oswaldo já pensa em como armar defesa corintiana para clássico contra o São Paulo

Oswaldo de Oliveira está incomodado com os erros da defesa do Corinthians. Foram seis gols sofridos nos últimos dois jogos e diversas falhas em lances de bolas paradas, as quais o técnico tentou corrigir durante os treinos desta semana.

Contudo, não é (apenas) isso que explica a saída de Balbuena da equipe titular, que terá Pedro Henrique e Vilson na partida contra a Chapecoense, neste sábado, na Arena. A mudança do treinador tem relação com o clássico contra o São Paulo, na próxima semana, no Morumbi, visto como fundamental pelo comandante alvinegro na busca por uma vaga na Libertadores de 2017.

Explica-se: Balbuena e Vilson estão pendurados com dois cartões amarelos. Desta forma, e com Yago vetado até 2017, se mantivesse a dupla que enfrentou o Flamengo, no último domingo, o Corinthians correria o risco de ter de recorrer a Léo Santos para o clássico no Morumbi (dia 6/11) caso os titulares fossem advertidos nesta rodada. Embora visto como promissor, o jovem tem apenas 17 anos e nem sequer estreou.

Assim, a comissão técnica corintiana achou melhor preservar Balbuena, que pode até forçar um cartão amarelo diante do São Paulo, já que no jogo seguinte, contra o Figueirense, será desfalque certo por estar com a seleção paraguaia.

O escolhido para jogar foi Pedro Henrique, que também tem agradado a Oswaldo de Oliveira neste início de trabalho dele no Corinthians.

"O Oswaldo disse que está tendo falhas não só do sistema defensivo, mas de todos, e desatenção. Ele conversou com todos, falou o erro de cada um. E não é à toa que está tendo essa conversa para que a gente não tome mais os gols que estamos tomando", disse o jovem, de 21 anos.

Em constante reformulação nesta temporada, quando perdeu os titulares Gil e Felipe, a defesa alvinegra só não sofreu gol em sete dos 24 jogos neste segundo semestre. Porém, além da força em Itaquera, o clube tem outro alento para sábado: a Chape deve poupar titulares, de olho na semi da Copa Sul-Americana.

- DUPLAS DE ZAGA

Corinthians teve dez duplas de zaga em seus 64 confrontos do ano. Seis jogadores atuaram, sendo que dois até já saíram: Gil e Felipe. O sétimo do grupo é Léo Santos, que ainda não teve oportunidade de estrear.

- Mais frequentes
A dupla de zaga que mais jogou no ano foi Felipe/Yago, 18 vezes. Yago/Balbuena têm só uma a menos. Balbuena formou a zaga com Felipe cinco vezes e Pedro em outros cinco compromissos de 2016.

- Mais raras
Felipe/Vilson jogaram quatro vezes e as outras duplas só duas vezes ou uma: Pedro Henrique e Vilson (2), Vilson e Yago (2), Felipe e Gil (1) e Felipe e Pedro Henrique (1).

- Inédita
A única dupla de zaga possível com os quatro que atuaram e que nunca foi usada é Yago e Pedro Henrique. Só em 2017.

Quer receber notícias do Corinthians de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos