Quatro jogadores e árbitro do Gre-Nal são denunciados pelo STJD

As confusões do Gre-Nal 411 do último domingo, válido pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, chegaram, como era esperado, ao STJD. A Procuradoria da entidade denunciou, nesta sexta-feira, os gremistas Edílson e Miller Bolaños e o colorado Rodrigo Dourado por agressões físicas e Vitinho, também do Interacional, por ato desleal ou hostil. O árbitro do clássico, Francisco Carlos do Nascimento (AL), também será julgado. A sessão, de responsabilidade da Quinta Comissão Disciplinar, será na próxima quinta, a partir das 17h.

Edílson e Dourado, expulsos após troca de agressões, foram denunciados com base no artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Ambos podem ser suspensos por até 12 jogos. Bolaños também responderá pelo artigo 254-A do CBJD. Com o uso da prova de vídeo, ele será julgado pelo tapa desferido em William.

Vitinho, presente no início da confusão que gerou as expulsões dos atletas já citados, também foi denunciado pela Procuradoria através da prova de vídeo. Ele será julgado por praticar alto desleal ou hostil (por tentar tirar a bola do gremista Kannemann), conforme consta no artigo 250 do CBJD e pode ser suspenso por até três jogos.

Já Francisco Carlos do Nascimento entrou na mira da Procuradoria por ser "omisso em seu dever de prevenir e/ou coibir a violência, bem como a animosidade dos atletas por deixar de punir de maneira correta e eficaz os atletas Miller Bolaños e Vitinho e, com isso, contribuiu para que aumentasse o clima de conflito entre os atletas". Enquadrado no artigo 260 do CBJD, cuja pena é de suspensão de 30 a 180 dias, com multa entre R$ 100 e R$ 100 mil.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos