Oswaldo defende Pedro Henrique, mas pode mexer na zaga do Corinthians

O técnico do Corinthians, Oswaldo de Oliveira, saiu em defesa do zagueiro Pedro Henrique, autor de pênalti na partida contra a Chapecoense, neste sábado, que acabou resultando no empate por 1 a 1. Contudo, o treinador pode mexer na defesa para a próxima rodada, quando o time tem clássico contra o São Paulo. Um dos cotados para sair, inclusive, é o jovem defensor.

Pedro Henrique formou dupla de zaga com Vilson diante da Chape. Na ocasião, Balbuena foi poupado por ter dois cartões amarelos. Assim, a volta do paraguaio no clássico é praticamente certa.

A dúvida é sobre quem sai. Vilson vinha ficando na reserva até então, mas foi capitão no último sábado e tem chances de ser mantido.

"Isso (pênalti) é coisa que acontece com qualquer jogador, não especificamente com os jovens. Quando se joga futebol e se tem influência do adversário, é comum que isso aconteça. Experiência ajuda muito, mas ele tem mostrado que tem capacidade, competência, e vamos ajudá-lo com o tempo a jogar com mais calma e passar por atitudes como a que ele teve hoje (sábado)", declarou Oswaldo de Oliveira.

O Corinthians não pode contar com Yago, que operou uma hérnia e só poderá voltar a jogar em 2017. A outra opção para o setor defensivo alvinegro é o jovem Léo Santos, de 17 anos, que ainda não estreou pelo clube.

Quer receber notícias do Corinthians de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos