Corinthians vai mal em clássicos no ano e tenta evitar fiasco histórico

  • Eduardo Anizelli/Folhapress

    No Brasileirão, Corinthians perdeu para o Palmeiras em Itaquera

    No Brasileirão, Corinthians perdeu para o Palmeiras em Itaquera

Dentre os vários clichês que existem no mundo do futebol, há um que diz que clássicos são campeonatos à parte. Partindo desse princípio, é possível afirmar que o Corinthians está brigando nas últimas posições na "competição" contra Palmeiras, São Paulo e Santos em 2016. Com apenas duas vitórias em oito partidas contra os grandes do estado, o Timão tem aproveitamento ruim, de 29% dos pontos disputados.

O Timão perdeu cinco confrontos contra os rivais, empatou um e conseguiu derrotar somente Santos e São Paulo uma vez cada, ambos na Arena de Itaquera.

Sábado, contra o Tricolor, no Morumbi, a equipe de Oswaldo de Oliveira tentará se reabilitar não só em clássicos, como também no Campeonato Brasileiro, já que deixou o G6 na última rodada, quando empatou com a Chapecoense em casa.

Independentemente do resultado contra o São Paulo, o Corinthians terminará o ano com o pior desempenho em clássicos desde 2008, quando esteve na Série B e não venceu nenhum dos três duelos que fez contra rivais - foram duas derrotas e um empate, 11,1% dos pontos em disputa conquistados.

Entretanto, uma derrota no sábado não só tumultuará ainda mais o ambiente do clube como fará com que o Timão iguale os 25,92% de aproveitamento contra os maiores adversários obtido em 2007, o ano do rebaixamento. A receita para evitar o fiasco está na ponta da língua dos corintianos:

- Acredito em muita força, vontade, raça, que não pode faltar. Será um jogo resolvido na técnica, na individualidade de alguém, na qualidade de algum jogador. Dos dois lados. Essa transpiração tem que ser o principal para vencermos. Depois, a técnica sobressai e espero que a gente consiga fazer isso melhor - declarou o meia-atacante Guilherme.

Em uma temporada sem títulos, vencer jogos do "campeonato à parte" dos clássicos vale ainda mais...

DESEMPENHO ANO A ANO EM CLÁSSICOS:

2015 - Aproveitamento de 45,2%. Maior vítima foi o São Paulo, que perdeu três, inclusive por 6 a 1. Maior algoz foi o Santos, que venceu três vezes no ano.

2014 - Aproveitamento de 55,5%. Ano teve goleada sofrida para o Santos por 5 a 1, mas houve só duas derrotas. Venceu quatro e empatou mais três.

2013 - Aproveitamento de 55,5%. Ano foi especial: o Timão não perdeu clássicos. Quatro vitórias e oito empates - um no único jogo com Palmeiras.

2012 - Aproveitamento de 51,5%. O maior freguês foi Palmeiras, que perdeu todas. Neste ano, o Timão eliminou o Santos na semifinal da Libertadores.

2011 - Aproveitamento de 38,8%. Ano teve goleada por 5 a 0 para cima do São Paulo, mas foram quatro derrotas nos 12 duelos com alta rivalidade.

2010 - Aproveitamento de 81,4%. Só uma derrota e um empate em nove partidas. Do São Paulo, por exemplo, só lembranças boas: três vitórias no ano.

2009 - Aproveitamento de 58,9%. Apenas duas derrotas no ano, contra seis vitórias e cinco empates. Título do Paulistão foi conquistado ante Santos.

2008 - Aproveitamento de 11,1%. Ano com só três clássicos, porque o Timão jogou a Série B do Brasileiro. Um empate e duas derrotas neste período.

2007 - Aproveitamento de 25,9%. Maior algoz foi o Palmeiras, que venceu todos os três jogos. Desempenho mais equilibrado com os outros.

Quer receber notícias do Corinthians de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos