Debaixo de chuva, Flamengo Botafogo empatam no Maracanã

Num jogo e equilibrado e sob chuva, o resultado predominante nos últimos clássicos entre Flamengo e Botafogo se repetiu. Mas o empate em 0 a 0, neste sábado, foi melhor para o time da Estrela Solitária, que chegou a 55 pontos, ainda mais consolidado no G6. Já o Rubro-Negro, com 63, pode terminar a rodada a sete pontos do líder Palmeiras, e cada vez mais longe do título.

Como era de se esperar, o Flamengo partiu para cima nos primeiros minutos. Já no primeiro minuto, Gabriel cruzou para Diego, mas o chute foi por cima. Aos 15, o mesmo Diego lançou Guerrero. A finalização foi novamente acima de Sidão.

A partir de então o Glorioso conseguiu começar a jogar efetivamente. Aos 19, Airton tentou de longe, mas a bola foi por cima. Pouco depois, Camilo passou para trás e Rodrigo Lindoso, também de fora da área, chutou. A bola passou à direita do goleiro Muralha.

O duelo estava equilibrado quando, em contra-ataque, Diego quase marcou, aos 36 minutos. Mas Sidão fez boa defesa. Do outro lado, Neilton era o mais perigoso, mas pecava sempre por um drible ou uma passada a mais. Antes do fim do primeiro tempo, Diego - sempre ele - e Rodrigo Pimpão geraram perigo, mas não balançaram as redes.

O início da segunda etapa foi inverso ao início da primeira. Mal foi dada a saída, Neilton já teve teve chance clara para o Botafogo. Muralha evitou o gol. Mas o goleiro falhou em cruzamento de Alemão, aos quatro, e o cabeceio de Pimpão passou perto da trave.

A equipe de Zé Ricardo voltou a incomodar aos sete, mais uma vez com Diego. O meia tentou uma bicicleta, mas a bola foi para fora. Ele também tirou o "uh" da torcida numa cobrança de falta, aos sete. A bola até foi na rede, só que pelo lado de fora.

Aos 25, Camilo cobrou falta fechada para a defesa de Muralha. Mas as chegadas do Glorioso ao ataque eram cada vez mais raras. Aos 38 minutos, Marcelo Cirino fez a bola raspar no travessão.

No final, o Flamengo, com dois centroavantes, tentava desesperadamente o gol que poderia tornar mais viável o título. Mas o Botafogo quem teve a grande chance. Nos acréscimos, Pimpão arrancou sozinho, do meio-campo. No chute, deslocou o goleiro, mas chutou para fora, de maneira inacreditável.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos