Maurício revê ex-clube, lembra mimo do presidente, mas promete empenho

Peça importante no esquema do técnico Mircea Lucescu na equipe do Zenit, o meio-campo Maurício viverá uma grande emoção neste domingo. Pela primeira vez na carreira, o jogador de 28 anos enfrentará o Terek Grozny, equipe que defendeu por seis temporadas, marcando 28 gols e 13 assistências em 162 partidas.

Os seis anos em que morou em Grozny foram fundamentais para que Maurício se adaptasse melhor não só ao futebol europeu, mas também ao estilo de vida local. O adversário do Zenit neste final de semana fica sediado na capital da Chechênia, uma das regiões mais turbulentas do país e marcada por conflitos étnicos e religiosos.

Contudo, esse 'detalhe' não é muito enfatizado pelo jogador do Zenit. Na lembrança, o aprendizado com a linguagem local, a amizade com os companheiros e um 'presente' do presidente do clube na época, Ramzan Kadyrov.

- Tenho muito carinho pelo Terek. Fui muito feliz no clube e tive ajuda de todos para desempenhar bem o meu trabalho e me acostumar com a nova vida. Me esforcei bastante para aprender o russo, fiz muitos amigos e era muito querido pelo presidente. Ele era torcedor fanático e tratava os jogadores como se fossem filhos. Fiquei bastante lisonjeado com um presente que recebi dele. Me deu uma chuteira cravejada de brilhantes com o símbolo do time. Foi muito emocionante. Mas agora defendo as cores do Zenit. Estamos disputando o título da competição e dentro do campo é cada um defendendo o seu time. Desejo toda sorte do mundo ao Terek, mas depois do jogo - disse.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos