Fla fará reconhecimento de terrenos para não ficar "refém" do Maracanã

  • Gilvan de Souza/Flamengo

Em meio à indefinição sobre o futuro do Maracanã, o Flamengo vem se movimentando para não correr o risco de ficar novamente sem 'casa' em 2017. O clube trata o Templo do Futebol como prioridade, mas tem como plano 'B' a construção de um estádio próprio. Especula-se que a empresa Lagardère possa assumir a concessão da Odebrecht no Maraca, o que não é de interesse do clube. O Rubro-Negro quer ser protagonista na gestão, conforme já afirmou o presidente Eduardo Bandeira de Mello.

Nesta quarta-feira, dirigentes rubro-negros vão sobrevoar terrenos que podem receber o estádio próprio. Os donos destas áreas estão interessados no Edifício Hilton Santos, antiga sede do Flamengo, no Morro da Viúva, e propuseram trocas.

A movimentação do Flamengo pressiona o Governo Estadual a se posicionar oficialmente sobre o caso. O Rubro-Negro afirma publicamente que tem capacidade de gerir e investir no estádio.

Sem 'casa' em boa parte deste ano, o time da Gávea só voltou ao Maracanã recentemente, mas ainda não venceu no estádio. Foram dois empates, em duelos contra Corinthians e Botafogo.

BANDEIRA CONFIANTE

O presidente Eduardo Bandeira de Mello segue confiante na abertura do processo de licitação do Maracanã. O clube recebeu a informação de que isso aconteceria até março de 2016. Apesar do otimismo, o mandatário rubro-negro

"A torcida do Flamengo pode ter certeza que não estamos parados. Estamos trabalhando com a possibilidade de ter o Maracanã em caráter definitivo, mas também estamos trabalhando em planos 'B', 'C', 'D'...", disse Bandeira em entrevista ao Esporte Interativo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos