Insatisfeito com 2016, Maicon pede manutenção de Ricardo no São Paulo

O zagueiro Maicon admitiu a insatisfação individualmente e com a temporada do São Paulo, que afastou a possibilidade de rebaixamento no Brasileirão na rodada passada. Um dos líderes do elenco, o jogador concedeu entrevista coletiva nesta terça-feira no CT da Barra Funda e fez um pedido para o próximo ano: a permanência do técnico Ricardo Gomes no comando da equipe.

- Não, não estou. Coletivamente não estou e individualmente também não, porque poderia ter ido melhor muitas vezes. A defesa até tem sofrido poucos gols, o que me motiva e dá moral para trabalhar. Insatisfeito não estou, mas faltou um algo mais. A equipe e eu podemos mais. Essa vitória contra o Corinthians mostrou a gente impecável na defesa, mas ainda assim me criticaram por lançar demais. Só que eu aprendi que se estou apertado é bola para frente. Prefiro aliviar o perigo. Mas mesmo com a goleada, têm críticas e se têm críticas, tem margem ainda para crescer. E não é porque sou mais velho que não posso escutar isso. Tenho que ouvir e melhorar. O ano não é satisfatório, mesmo com semifinal de Libertadores. No Paulista caímos para o Audax e fomos muito irregulares no Brasileiro. Não foi um ano positivo - analisou o zagueiro, antes de falar sobre a situação de Ricardo Gomes.

- Ninguém nunca está satisfeito com nada. Mesmo se ganha acham alguma coisa. Ele nos dá bastante confiança, tem feito o São Paulo criar oportunidades demais, mas ele não pode fazer gols pela gente. Ele trabalha para a gente criar e isso é notório que funciona, que faz a equipe jogar. Não tem razão ele não participar da próxima temporada. Acredito que a diretoria e os jogadores confiam e estão do lado dele - disse Maicon.

Sem mais risco de rebaixamento, o São Paulo tem 45 pontos e está em 12º lugar do Brasileirão. Ao ser perguntado sobre uma vaga no G6 para disputar a próxima Libertadores, Maicon voltou a lembrar da falta de regularidade da equipe e evitou fazer previsões.

- Eu sempre sou muito sincero nas minhas palavras e não prometo G6. Se pudesse, prometeria G4, mas não é assim. Temos que dar algo mais, mas sabemos que oscilamos ao longo do ano, por isso não prometo. Além disso, também não dependemos só de nós. Vamos fazer nosso trabalho e vai vendo rodada a rodada para saber se é possível disputar a Libertadores - afirmou.

Maicon concedeu entrevista coletiva após o treino desta terça-feira. O elenco são-paulino volta aos trabalhos nesta quarta, no CT da Barra Funda. O próximo duelo da equipe será apenas na quinta-feira do dia 17, diante do Grêmio, no Morumbi, pela 35ª rodada do Brasileirão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos