Torcida se reúne com elenco, Jorginho e Euriquinho e pede união no Vasco

O protesto de cerca de 50 torcedores na tarde da última quarta-feira em São Januário rendeu sim uma reunião dos líderes de organizadas com jogadores e diretoria na manhã desta quinta-feira, antes de mais uma sessão de treinamento da equipe - pelo segundo dia seguido, atividade fechada e sem entrevista coletiva, único ponto que os jornalistas vêm tendo acesso nos últimos meses. Tudo por conta da queda de rendimento que os comandados de Jorginho estão passando em campo, chegando ao ponto de nas três rodadas finais da Série B do Campeonato Brasileiro ainda não ter certeza da vaga. O LANCE! conta agora os detalhes do encontro fechado.

As lideranças de organizadas foram chamadas ainda na noite de quarta-feira. Em um primeiro momento, não seriam todas presentes - como a GDA - mas depois acabou não acontecendo distinção. Inclusive a Força Jovem, que ainda cumpre suspensão dos estádios. A reunião aconteceu no ginásio principal de basquete do Complexo Esportivo de São Januário e contou primeiro com Eurico Brandão, mais conhecido como Euriquinho, assessor especial da presidência e filho do presidente Eurico Miranda. O dirigente destacou aos presentes que o Vasco está pagando dívidas e vive este ano com falta de dinheiro por estar disputando a Série B.

Depois, Euriquinho levou até o ginásio três representantes do time para conversa: o técnico Jorginho, o zagueiro e capitão Rodrigo, e a maior estrela atualmente do Vasco, Nenê. O treinador destacou aos líderes das organizadas que o grupo está unido neste final de temporada, visando que a crise seja superada e o maior objetivo alcançado, que é disputar a Série A do Brasileiro em 2017. Jorginho ainda salientou aos presentes que não existe racha no elenco e que todos os jogadores estão focados para subir. Rodrigo e Nenê compartilharam da dissertação promovida pelo comandante na reunião.

Euriquinho ainda perguntou para as lideranças onde desejam que o último jogo da temporada, contra o Ceará, seja disputado. Esta partida ganhou uma importância proporcional neste fim de ano. Com unânimidade, os torcedores disseram o desejo de o jogo ser disputado no Maracanã, dia 26 deste mês, e não em São Januário. O filho de Eurico Miranda frisou que irá correr atrás para que a partida deixe São Januário e vá para o estádio que tem capacidade de receber um maior número de torcedores. Ainda ficou combinado de que o clube irá ajudar as torcidas nas caravanas para os dois jogos que restam fora de casa, contra o Bragantino, em Bragança Paulista, neste sábado, e Criciúma, no sábado da semana que vem.

No fim, todo o elenco também foi para o ginásio e seguiram o bate-papo com as lideranças de organizadas. Ao todo, foram cerca de 15 torcedores presentes. O pedido de apoio foi grande para esta reta final pelos nomes do time, destacando a todo instante que contam com a torcida para que o acesso seja garantido e o Vasco volte ao lugar de onde não deveria ter saído. Algumas imagens foram feitas pelo clube para que sejam divulgadas oportunamente sobre esta união para que a torcida em geral fique ciente do foco que existe para que o Vasco pare de sofrer e a partir de 2017 não dispute mais a Série B. O clima de apreensão segue, mas com todos pacíficos em prol do ressurgimento do clube neste fim de temporada.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos