Wenger alerta o Chile sobre escalar Alexis Sánchez contra o Uruguai

O atacante Alexis Sánchez foi desfalque no Chile no empate em 0 a 0 com a Colômbia, na última quinta-feira, em Barranquilla, por ainda estar em recuperação de uma lesão na panturrilha. Diante do quadro clínico do jogador, o técnico do Arsenal, Arsène Wenger, pediu cautela ao comandante da Roja, Juan Antonio Pizzi, com relação ao seu pupilo.

- O Chile correrá um risco suicida se escalar Alexis contra o Uruguai - disse Wenger, referindo-se ao confronto da próxima terça-feira contra a Celeste, pela 12ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para Copa do Mundo.

Sánchez sentiu o problema muscular durante o treino com a seleção chilena na terça-feira. Diante disso, o técnico do Arsenal afirmou que o jogador pode piorar da lesão caso entre em campo contra os uruguaios.

- Com esta dor, o departamento médico do Arsenal precisa ter acesso à ressonância magnética para ver de qual grau é a lesão e ter certeza de que não é um suicídio levá-lo a campo contra o Uruguai. Isso poderia piorar sua lesão e torná-lo baixa por dois ou três meses.

A situação do Chile nas Eliminatórias não é confortável. A equipe está na quinta colocação, com 17 pontos, empatado com o Equador, mas perdendo no saldo de gols: 3 a 2. E vê a Argentina na cola, com 16. Vale lembrar que os quatro primeiros garantem uma vaga direta na Copa do Mundo de 2018 e o quinto vai à repescagem.

Na terça-feira, o Chile recebe o Uruguai no Estádio Nacional, em Santiago. Já o Arsenal faz o clássico diante do Manchester United no dia 19 de novembro, pelo Campeonato Inglês.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos