Com pior início desde Nelsinho em 2007, Oswaldo faz um mês no Corinthians

  • Rubens Cavallari/Folhapress

    Oswaldo de Oliveira tem baixo aproveitamento em retorno ao Corinthians

    Oswaldo de Oliveira tem baixo aproveitamento em retorno ao Corinthians

Oswaldo de Oliveira completa hoje um mês no comando do Corinthians sem muitos motivos para comemorar. Desde que ele chegou, o clube foi eliminado nas quartas de final da Copa do Brasil, não conseguiu entrar no G6 do Brasileirão e ainda foi goleado pelo rival São Paulo por 4 a 0 na última semana.

Se a primeira impressão é a que fica, o treinador precisa urgentemente melhorar a sua imagem com a Fiel. Em cinco jogos, ele venceu apenas um, empatou dois e perdeu outros dois. O aproveitamento é de 33% dos pontos disputados, pior início de um técnico do Timão desde 2007, quando Nelsinho Baptista teve desempenho igual nas primeiras cinco partidas. Na sequência, ele não conseguiu evitar o rebaixamento para o Brasileiro da Série B.

Depois, quatro treinadores comandaram o Corinthians, todos com números melhores após cinco partidas: Mano Menezes (53,3% e 40%), Adilson Batista (46,6%), Tite (86,6% e 80%) e Cristóvão Borges (80%).

Indagado sobre os números ruins, Oswaldo minimizou:

- A mim não incomoda nada, sinceramente. Estou aqui para trabalhar e não fazer milagre, tirar leite da pedra não existe - disse, sexta-feira.

Porém, mesmo com contrato até o fim de 2017, o treinador sabe da pressão no clube. Ficar fora da Libertadores do próximo ano aumentará ainda mais a turbulência vivida no clube. Por isso, as quatro rodadas finais do Brasileirão são tratadas como finais por jogadores, comissão técnica e diretoria do Corinthians. Oswaldo mostra confiança:

- Cheguei na final de todos campeonatos estaduais que disputei desde a volta do Japão, fui eleito melhor técnico em três dos quatro campeonatos. Se meu trabalho não foi bom, por que fui eleito melhor treinador do Paulista por Santos e Palmeiras? Por que consegui no Botafogo? Porque foram dois anos de trabalho, revelação de jogadores, um projeto de longo prazo. Por isso não me aterrorizo com os resultados que o Corinthians tem conseguido até agora [...] Se me derem tempo para trabalhar, pode ter certeza que vai acontecer.

- Nelsinho Baptista

Assumiu em situação delicada e não evitou queda para a Série B. Nos primeiros cinco jogos só venceu um, tendo dois empates e duas derrotas.

- Mano Menezes

Teve inícios medianos nas duas passagens. Em 2008, perdeu um de cinco jogos e ganhou 53% dos pontos. Em 2013 venceu duas e perdeu três: 40% de média.

- Adilson Batista

Em 2010, teve passagem curta e apagada pelo Timão. Começo teve duas vitórias, duas derrotas e um empate, 46,6% dos pontos.

- Tite

Teve início espetacular nas duas últimas passagens. Em 2015 ganhou quatro de cinco jogos. Já em 2011 não perdeu e teve 86,6% de aproveitamento.

- Cristóvão Borges

Embora não tenha ido bem no geral, início animou. Contratado em junho deste ano, perdeu na estreia e depois ganhou quatro jogos: 80% de média.

- Oswaldo de Oliveira

Completa um mês no clube hoje. Neste período, só ganhou do América-MG, último do Brasileiro. Perdeu dois e empatou outros dois jogos que fez.

Quer receber notícias do Corinthians de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos