Visando aproximação do G4, Paraguai pega Bolívia por 'jogo sem erros'

Pensando em se recuperar da goleada sofrida por 4 a 1 diante do Peru, na última rodada, e visando se aproximar da zona de classificação para a Copa do Mundo de 2018, o Paraguai vai a La Paz encarar a Bolívia, atual lanterna das eliminatórias sul-americanas, nesta terça-feira, às 18h, no estádio Hernando Siles.

Com o time dois pontos atrás do Equador, quarto colocado, o técnico Arce quer que os comandados façam uma partida com baixíssimo número de erros. Por outro lado, a equipe da casa quer deixar a última colocação e terá jogo em tom de despedida, uma vez que o meia Walter Flores anunciou que este será o último compromisso dele pela seleção.

O técnico Arce, que nos tempos de jogador atuou por diversos anos no futebol brasileiro, salientou que a equipe tem de mostrar determinação para sair de campo com os três pontos.

- Temos de jogar um jogo excelente, perfeito, sem erros. Cometemos erros não forçados e precisamos de mais determinação. Temos de fazer as partidas de nossas vidas no quesito concentração, de não nos entregarmos quando estivermos afogados - disse.

O treinador paraguaio ressaltou ainda que o time tem consciência de que será um jogo difícil, lembrando a responsabilidade que eles vão ter em campo para garantir o triunfo:

- Eu não gosto de ganhar de qualquer forma. Todo mundo tem de fazer o seu trabalho e, em seguida, ver como o jogo se desenrola. Será difícil. Cada jogo, cada adversário, cada etapa será difícil. Enquanto temos tempo, vamos lutar. Temos de nos preparar antes do jogo, temos de fazer de tudo nos 90 minutos. Eu olho para bons jogadores, eles estão conscientes de que será difícil mas nunca foi fácil de jogar lá. Muita coisa está em jogo.

Pelo lado boliviano, um adeus. O experiente meio de campo Walter Flores, aos 38 anos, fará a última partida com a camisa da equipe nacional. A princípio, Flores estava fora da convocação para as partidas contra Venezuela e Paraguai, mas acabou sendo chamado para o segundo confronto pelo técnico Angel Guillermo Hoyos.

- Em 2012, disse que não retornaria. Realmente, não pensava em voltar para a seleção. A minha ideia era para dar espaço para outras gerações, mas quando Hoyos chegou, me fez mudar de ideia. Ele praticamente mudou o curso da parte final da minha carreira como um jogador de futebol e eu aprecio a sua confiança - avisou.

A Bolívia terá o retorno do atacante Juan Carlos Arce, mas ainda não se sabe quem será o companheiro dele, se Marcelo Martins, que está em processo de recuperação de uma lesão no pé direito, ou Yasmani Duk.

FICHA TÉCNICA

BOLÍVIA X PARAGUAI

Local: Hernando Siles, La Paz

Data/hora: 15/11/2016 - 18h (de Brasília)

Árbitro: Christian Ferreyra (URU)

BOLÍVIA: Daniel Vaca; Erwin Saavedra, Ronald Raldes, Edward Zenteno e Enrique Flores; Alejandro Chumacero, Wálter Veizaga, Wálter Flores e Jhasmani Campos; Arce e Duk. Técnico: Ángel Guillermo Hoyos

PARAGUAI: Antony Silva; Juan Patiño, Gustavo Gómez, Paulo da Silva y Junior Alonso; Hernán Pérez, Néstor Ortigoza, Marcos Riveros, Celso Ortiz y Juan Manuel Iturbe; Nelson Haedo Valdez. Técnico: Arce

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos