Criticada, Argentina mostra poder de fogo e vence bem a Colômbia

A Argentina ouviu poucas e boas depois de levar três do Brasil na derrota no clássico da última quinta-feira. Alguns chegaram a decretar o fim de um ciclo. Nesta terça, a resposta foi dada de forma categórica, em um triunfo sobre a Colômbia por 3 a 0, em San Juan, pela 12ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018. Messi, com duas assistências e um gol, teve a versão mais próxima ao grande craque do Barcelona.

Além de salvar a pele do técnico Edgardo Bauza para 2017, a Argentina volta à zona de repescagem e chega à quinta colocação, com 19 pontos. Já os Cafeteiros caem para sexto, com 18, fora das posições que garantem vagas na Rússia.

Com o histórico de atuações desastrosas na memória, a torcida argentina aguardava um jogo duro diante da Colômbia. A angústia e a dúvida sobre o desempenho time demoraram apenas nove minutos. Em cobrança de falta magistral, Messi colocou no ângulo de Ospina, abriu o placar para a Albiceleste, comemorando com gestos de raiva e desabafo.

Enquanto a Colômbia, sem repertório, insistia em jogar bolas pelo alto, Messi estava livre e inspirado. No ataque seguinte da Argentina, o camisa 10 colocou na cabeça de Pratto, que ampliou o placar para os donos da casa.

Atrás no marcador, a Colômbia se arriscou um pouco mais à frente. O técnico José Pékerman lançou Macnelly Torres para auxiliar James Rodríguez e Cuadrado na armação. No entanto, Falcao García continuou isolado na frente, e o trio não funcionou.

Sem pressionar tanto, os argentinos sabiam que diante da crise uma vantagem de dois gols já era uma grande goleada. Os hermanos não tiveram dificuldade. Messi seguiu armando as melhores jogadas e tocou para Di María acertar a trave. Em outra jogada, roubou a bola do lado direito e rolou para o meia-atacante do Paris Saint-Germain desta vez acertar a rede.

FICHA TÉCNICA

ARGENTINA 3 x 0 COLÔMBIA

Local: Estádio Bicentenário, em San Juan (ARG)

Data e hora: 15 de novembro de 2016, às 21h30 (horário de Brasília)

Árbitro: Roddy Almedo (ECU)

Cartão Amarelo: Banega, Pratto, Funes Mori (ARG); Arias, Balanta, Cuadrado (COL)

Cartão Vermelho:

Gols: Messi, 9'/2ºT (1-0); Pratto, 22'/2ºT (2-0); Di María, 39'/2ºT (3-0)

ARGENTINA: Romero, Mercado, Otamendi, Funes Mori e Mas; Mascherano, Biglia, Banega (Pérez, 17'/2ºT) e Di María (Acuña, 40'/2ºT); Messi e Pratto (Higuaín, 32'/2ºT). Técnico: Edgardo Bauza.

COLÔMBIA: Ospina, Arias, Davinsson Sánchez, Murillo e Balanta; Carlos Sánchez, Daniel Torres (Copete, 21'/2ºT), Barrios (Macnelly Torres, Intervalo), Cuadrado e James Rodríguez; Falcao García (Bacca, 30'/2ºT). Técnico: José Pékerman.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos