Dorival Júnior pode ganhar 'bolada milionária' em ação contra o Flamengo

O Flamengo pode ter de pagar uma quantia de cerca de R$ 11 milhões para o técnico Dorival Júnior. Ele comandou o Rubro-Negro entre 2012 e 2013 e cobra direitos trabalhistas, salários atrasados e de imagem, entre outras coisas. O clube carioca já perdeu em primeira e segunda instâncias, mas decidiu recorrer a um órgão superior, o Tribunal Superior do Trabalho (TST). A informação foi divulgada pelo site Globoesporte.com.

Dorival foi demitido no primeiro ano da gestão do presidente Eduardo Bandeira de Mello. Ele assinou vínculo com o clube ainda sob administração de Patrícia Amorim. O departamento de futebol propôs redução salarial para manter o treinador no cargo, mas não houve acordo. Na época, o Rubro-Negro também não vivia um bom momento no Campeonato Carioca.

Relembre abaixo parte da nota oficial publicada pelo clube:

'A rescisão contratual reafirma a decisão da nova diretoria em trabalhar pelo equilíbrio financeiro do clube, para poder honrar os compromissos com o pagamento dos salários, impostos e fornecedores'.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos