Volante do São Paulo admite queda em 2016 e atribui reação a Ricardo

Quando 2015 terminou, Thiago Mendes era um dos principais nomes do São Paulo, teve mais 40% dos direitos econômicos comprados pelo clube e falava até em chegar à Seleção Brasileira. Ao longo deste ano, no entanto, a realidade foi diferente, com o volante oscilando e decepcionado com o próprio rendimento. Mesmo que os números tenham melhorado.

- Fui bem abaixo do que esperava. Ano passado apresentei um futebol melhor, não aconteceu, mas quero voltar com tudo no ano que vem para dar a volta por cima. Perdemos bons jogadores, o elenco teve muitas reviravoltas e a falta de resultados pesa na cabeça. Senti isso em campo - lamentou.

Na temporada passada, foram dois gols em 57 partidas. Em 2016, já são 58 aparições do marcador, que anotou cinco tentos. Para retomar o alto nível, foi preciso da ajuda dos preparadores físicos do Tricolor, além da mudança de posicionamento promovida por Ricardo Gomes, a quem o jogador agradece.

- Quando as coisas começam mal, é difícil se reerguer, mas consegui dar uma reviravolta muito boa com a ajuda dos preparadores físicos. Agora quero tentar mostrar ainda mais nesses jogos finais. Mudanças de treinador fizeram meu rendimento cair. O Ricardo me ajudou a jogar na posição de origem, saindo mais para o jogo. Ele somou bastante, pediu meu máximo e é o que estou fazendo - afirmou o camisa 23.

Ao lado de Maicon, Thiago Mendes é o atleta de linha que mais atuou pelo São Paulo no Campeonato Brasileiro, com 28 jogos. O líder no quesito é o goleiro Denis, com 33 das 34 partidas disputadas até aqui. Às 19h30 de quinta-feira, no Morumbi contra o Grêmio, os três devem ser titulares.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos