Após suspensão imposta pela Fiba, CBB afirma que não irá recorrer

A Confederação Brasileira de Basquete decidiu não recorrer à decisão da Federação Internacional de Basquete (FIBA, na sigla em inglês), que nesta segunda-feira decidiu suspender a CBB no quadro de filiados, já que entidade não está em conformidade com as suas obrigações.

Confederação Brasileira passa por uma grave crise financeira e institucional, podendo passar pos uma série de reformas nos próximos meses. Um dos fatores foi o cancelamento de uma etapa do Circuito Mundial de basquete 3x3 e alguns torneios da base.

A FIBA cita ainda a intervenção de terceiros na Seleção Brasileira e no financiamento de atividades da equipe, dívidas e a falta de uma reforma antes das próximas eleições, previstas para o ano que vem. Com isso, CBB resolveu não recorrer e acatou a decisão da Federação Internacional.

Confira abaixo a nota oficial da CBB

"A Diretoria da CBB reunida, nesta quarta-feira, analisou a correspondência da FIBA, e explica que foi surpreendida pela suspensão temporária da entidade, pois acreditava que todas as mudanças destacadas pela FIBA seriam e poderiam ser implementadas sem a suspensão da entidade, uma vez que a CBB nunca se opôs à força tarefa proposta pela FIBA.

O Sr. José Luis Saez, dirigente indicado pela FIBA, visitou a CBB em uma única oportunidade e recebeu todas as informações que solicitou e que também foram complementadas em correspondências posteriores.

A CBB reconhece o momento de dificuldade e entende a posição da FIBA, e não irá recorrer de sua decisão. Em entrevista coletiva na próxima segunda-feira, às 10h de Brasília, na sede do Comitê Olímpico do Brasil, a CBB irá apresentar sua posição em relação aos pontos abordados na carta da FIBA e as medidas que tomará independente das medidas que a força tarefa da FIBA poderá vir a adotar."

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos