Jorge Macedo vê assédio normal por Scarpa, mas não há propostas ao Flu

Não chegou ao Fluminense qualquer oferta pelo Gustavo Scarpa, jovem meia e destaque do Clube das Laranjeiras na atual temporada. Na terça, observadores de clubes europeus, como o Fenerbahçe, da Turquia, estiveram no Maracanã acompanhando o desempenho do camisa 10 diante do Atlético-PR, pela 35ª rodada do Brasileiro. Scarpa deu o passe para o gol de Cícero - foi sua décima assistência no torneio -, mas perdeu um pênalti no fim e o jogo ficou em 1 a 1.

Para Jorge Macedo, o assédio sobre o Scarpa nesta época do ano é normal, mas o diretor de futebol do Fluminense garante que nenhuma proposta chegou ao clube pelo jogador, que já marcou 14 gols em 2016. Além disso, o dirigente diz que as conversas pela prorrogação do contrato do meia com o Flu existem.

- Não chegou nada oficial. Estamos tendo tratativas (para a renovação). Essa época do ano, vários clubes de fora observam todos clubes e a rodada do Brasileiro. Haviam vários lá (observadores no Maracanã). É normal, a partir de agora até o final do Campeonato é quando começa abrir a janela europeia e é cada vez maior o assédio sobre todos os jogadores - comentou Jorge Macedo.

Cria de Xerém, Gustavo Scarpa iniciou a temporada na sombra de nomes como Fred e Diego Souza, mas firmou-se como o principal jogador do Fluminense. Aos 22 anos, o meia passou a vestir a camisa 10 em setembro. O vínculo atual de Scarpa com o Clube das Laranjeiras é válido até 31 de dezembro de 2019.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos