Grêmio entra com recurso no STJD e espera por decisão ainda nesta quinta

A punição ao Grêmio com a perda de mando de campo na decisão da Copa do Brasil, no próximo dia 30 de novembro, pode ser suspensa. Nesta quinta-feira, o clube entrou com recurso e solicitou o efeito suspensivo da punição aplicada pela entrada da filha do técnico Renato, Carol Portaluppi, no gramado da Arena após a classificação do time à final da competição.

De acordo com o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior, o clube está acompanhando o processo no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). A expectativa é de que o resultado seja positivo e que o Tricolor possa voltar a ter o mando de campo contra o Atlético-MG.

- O recurso acompanha o pedido de efeito suspensivo, esperamos que seja provido e acatado o pedido do efeito suspensivo para que ele possa retirar os efeitos da decisão do primeiro grau e que essa decisão não tenha efeito até a decisão de mérito final junto a própria instância superior do STJD - disse o mandatário, em entrevista ao programa SportsCenter, da ESPN.

O presidente ainda ressaltou a importância de que o clube proceda com razão e, por isso, preferiu não emitir nenhuma opinião contra o Tribunal pela decisão.

- Por ora, eu fico rigorosamente dentro da regra. E a regra é recorrer, buscar o efeito suspensivo e esperar que as instâncias superiores do Tribunal tenham mais bom senso nesta decisão, reverta ela, e que o deixe o Grêmio jogar a final do campeonato no seu estádio - declarou.

O caso ainda será julgado no STJD e a decisão pode ser anunciada ainda nesta quinta-feira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos