Projeto Experimentando Diferenças participa das Paralimpíadas Escolares 2016

O projeto Experimentando Diferenças, criado com a proposta de sensibilizar o público para as conquistas e o valor do atleta paralímpico brasileiro, participa da edição 2016 das Paralimpíadas Escolares, que acontece de 22 a 25 de novembro, em São Paulo.

Este ano, oito modalidades estarão em disputa nas Paralimpíadas Escolares (atletismo, bocha, futebol de 7, goalball, judô, natação, tênis de mesa e tênis em cadeira de rodas), e todas elas terão provas no novíssimo CT Paralímpico, inaugurado em maio deste ano, na Rodovia dos Imigrantes, na capital paulista.

São mais de 700 atletas de 12 a 17 anos inscritos para as Paralimpíadas Escolares deste ano. Eles representam 24 estados e o Distrito Federal (apenas Roraima e Piauí não têm competidores para esta edição).

O projeto Experimentando Diferenças leva às grandes cidades do país atividades esportivas desafiadoras, realizadas numa arena de 130m², que é montada em shoppings e grandes eventos, como a Casa Brasil, na Rio 2016.

Nesses ambientes, monitores ensinam o público a jogar futebol com os olhos vendados, basquete em cadeira de rodas, além de games com simulação virtual de corrida e handbike, dentre outras modalidades do esporte adaptado. Assim, o público tem a oportunidade de se sentir "na pele" de uma pessoa com deficiência que pratica esportes.

Desde 2013, o projeto já esteve em 30 cidades, interagindo com mais de 40 milhões de frequentadores dos shoppings e grandes eventos onde a arena foi montada. Cerca de 160 mil pessoas aceitaram o convite para brincar no espaço, praticando esportes adaptados. E o melhor: utilizando equipamentos semelhantes aos usados por atletas profissionais nas competições internacionais.

Além dos monitores, que circulam o tempo todo pela arena apoiando os visitantes, o projeto conta com a participação de paratletas profissionais. Se relacionar diretamente com as pessoas num espaço lúdico tem sido uma experiência original para esportistas. Troféus e títulos no basquete, judô, canoagem, atletismo e bocha são conquistas dos paratletas brasileiros há muito tempo.

- É um orgulho para o Experimentando Diferenças estar presente nessa importante competição, reconhecida como principal celeiro formador de futuros atletas paralímpicos, no novíssimo Centro de Treinamento Paralímpico, na Rodovia dos Imigrantes, na capital paulista, que dispõe de excelente infraestrutura para os esportes paraolímpicos - disse Fernando Rigo, idealizador do projeto, ao comentar a participação do projeto nas Paralimpíadas Escolares.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos