Por G-6, Botafogo treinará três dias em regime de concentração no Cefat

Toda a gordura que o Botafogo criou, secou. Após quatro jogos sem fazer gols, a classificação para a Taça Libertadores, que antes parecia questão de tempo, ficou ameaçada. Diante deste cenário, a rotina dos jogadores vai mudar nesta semana. Antes do duelo contra a Ponte Preta, no sábado, os treinos de quarta a sexta-feira serão no Centro de Formação de Atletas (Cefat), em Niterói. O regime deve ser de concentração.

O Cefat fica bem distante da sede de General Severiano, do Estádio Nilton Santos ou da Arena Botafogo, que poderiam ser locais das atividades. Em Várzea das Moças, porém, o grupo poderá treinar com menos distrações. Com a medida, o clube também se antecipa a possíveis pressões internas ou protestos, como já visto esse ano.

Num dos piores momentos do Glorioso no Brasileiro, ainda sob as ordens de Ricardo Gomes, no primeiro turno, os jogadores também foram treinar no Cefat após invasão de membros de torcidas organizadas a General Severiano. Agora, faltando duas rodadas, evitar uma não classificação à principal competição continental, que esteve tão perto, é a ideia.

A rigor, o elenco tem folga nesta segunda-feira e se reapresenta na terça-feira. A partir do dia seguinte é que Jair Ventura vai começar a trabalhar o time para o próximo jogo. Bruno Silva, com virose, Airton e Victor Luís, após suspensões, devem voltar. Alemão torceu o tornozelo direito e é dúvida; Carli e Emerson Silva estão suspensos pelo terceiro cartão amarelo, assim como Fernandes; Leandrinho recebeu cartão vermelho contra o Palmeiras e também está fora.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos