Atrasos no Timão motivaram reunião com presidente no CT, diz Alessandro

Dias após o lateral-direito Fagner, que é capitão e um dos líderes do elenco do Corinthians, reclamar sobre a falta de comunicação da diretoria com o grupo de jogadores sobre o atraso no pagamento de salários, uma reunião envolvendo as duas partidas foi revelada por Alessandro Nunes, gerente de futebol do Timão. Segundo o ex-lateral, que ocupa função diretiva há cinco meses, o encontro selou a paz nos bastidores do CT Joaquim Grava.

- Estamos nos comunicando com os jogadores todos os dias. Recentemente houve uma reunião em que o presidente tomou iniciativa de falar com todos os atletas. Não existe pressão, iniciativa da diretoria sempre foi bem compreendida por eles, por mais que seja uma situação excepcional. Mas ainda não foi regularizado, está bem próximo. E os jogadores provaram que não há restrição ou problema que impedirá a dedicação. Isso é tratando com verdade, reconhecendo os problemas e tentando resolver - afirmou o dirigente.

Os salários dos jogadores relativos ao mês de outubro deveriam ter sido pagos até o quinto dia útil deste mês, mas o atraso já supera duas semanas. Segundo Gustavo Herbetta, superintendente de marketing do Corinthians, três patrocinadores atrasaram o pagamento das cotas mensais de novembro, o que comprometeu o fluxo de caixa do clube.

Em dificuldades financeiras justamente no momento de planejamento para 2017, Alessandro não descarta saídas de jogadores até o início da pré-temporada.

- Eu como gerente de futebol trabalho com expectativa de me apresentar com o grupo dia 4 ou 5 de janeiro, fazer avaliações, seguir com o elenco para Orlando e não ver nada interrompido. Cravar isso é impossível, não podemos. Mas não fico pensando nessas possibilidades, e sim em trabalhar o elenco até o fim da temporada. O quanto antes tiver um elenco pronto e sólido é o ideal. O maior exemplo é quando a equipe entrou de férias campeã brasileira no ano passado e infelizmente todos sabem o que aconteceu. O quanto antes você tiver os setores da equipe preenchidos é o ideal. Mas às vezes não acontece. Talvez esse tenha sido um ano em que pouco repetimos a equipe. Não estabeleço uma data, mas é o objetivo - disse o dirigente, que comentou mais uma vez sobre a demora no anúncio da contratação do meia Wagner.

- Tem algumas partes burocráticas aí que nos impedem no momento de terminar o trâmite. Mas estamos aguardando alguma evolução nesse sentido.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos