Bola parada e cruzamento: trunfos do Vasco para vencer o Ceará no sábado

O jogo deste sábado promete certo tom de dramaticidade. Com o Vasco sendo obrigado a vencer para não depender dos outros resultados para subir, a tendência é de encontrar um Ceará fechado e buscando jogar em cima do seu erro. Nesse momento de tamanha necessidade de vitória - e pressão por parte dos torcedores - que a bola parada, aliada durante toda a campanha, pode voltar a ser o diferencial para os comandados de Jorginho.

Isso porque, dos 45 gols sofridos pelo time cearense na competição, 15 deles foram por meio da bola parada. Coincidentemente, o Vasco demonstrou grande força nesse tipo de jogada durante sua trajetória na Série B, marcando 21 dos seus 52 gols por meio do artifício. Seja escanteio, cobranças de falta ou pênalti: a característica do time, com Nenê sendo o encarregado pela bola parada, pode ser uma escapatória do jogo truncado que o Ceará pode propor no Maracanã.

A jogada pelos lados de campo, se bem aproveitadas, podem se tornar outro trunfo vascaíno. O time cearense sofreu os mesmos 15 gols por meio de cruzamentos em sua área, sendo 12 eles de cabeça. Com apenas cinco gols marcados a partir desta jogada na Série B, Jorginho pode aproveitar o tempo em Pinheiral para aprimorar os dois fundamentos e chegar preparado para alcançar o acesso no sábado.

Reencontro de Rodrigo com o artilheiro Bill

Além de buscar aproveitar a bola parada, o Cruz-Maltino terá que ficar atento com o ataque do Ceará. E o jogo marcará o reencontro de Rodrigo com Bill, artilheiro da Série B, e que travou duelos com o defensor no Carioca de 2015.

No ano passado, Bill vestiu a camisa do Botafogo, rival do Cruz-Maltino na decisão do Estadual. Na ocasião, o capitão vascaíno se deu bem no duelo individual, com o atacante, que saiu de campo sem balançar as redes nos clássicos que garantiram a taça do Carioca em São Januário.

Nesta temporada, Bill se consolidou como artilheiro da Série B pelo Vozão, com 15 gols marcados, dois a mais que Nenê, vice-artilheiro. Para complicar mais a situação do Vasco, Jorginho não contará com Luan, que faz a dupla titular com Rodrigo. Desta forma, o Cruz-Maltino terá mudança na defesa para o jogo, com a provável entrada do experiente Rafael Marques na defesa.

Marcado pelo jeito polêmico e por crescer nos duelos com os artilheiros, Rodrigo terá a oportunidade de voltar a sobressair sobre um artilheiro rival e ajudar o Vasco a se garantir na Série A do ano que vem no próximo sábado.

COM A PALAVRA:

MÁRIO KEMPES - JORNALISTA

"Sistema defensivo é o problema"

O grande problema do Ceará foi e é o setor defensivo. Neste returno, somente em duas partidas o time não sofreu gols. Para piorar, um dos titulares, o zagueiro Charles, foi negociado e já deixou o clube. Para conter o Vasco, o técnico Sérgio Soares, que já avisou que não ficará no Vovô em 2017, deve colocar dois volantes: o jovem Raul e o melhor do time, Richardson. A esperança de gols é no atacante Bill, artilheiro do time cearense Série B.

ERICK BRUNO - Setorista do Ceará no jornal "O Povo"

"Uma das armas do Vozão é o trio de meias"

É inegável dizer que o Ceará passou a ter chances de ser um dos protagonistas da Série B. Com a possibilidade de jogar no Maracanã e em uma partida decisiva para as pretensões do Vasco, muitos jogadores tendem a deixar de lado o desalento que começou a tomar conta na reta final.

Mesmo com a frustração quanto ao acesso, Bill já deixou explícito que lutará para se isolar na artilharia da Série B e ele, com seu estilo trombador, pode dar dores de cabeça ao Cruz-Maltino. Outra arma do Vozão para o confronto no Maracanã é o trio Felipe Menezes, Felipe e Wescley.

Felipe Menezes tem se destacado nesta edição por suas finalizações de fora da área, enquanto Felipe, que volta depois de se recuperar de uma cirurgia de dente, chama a atenção por conduzir bem os passes. Completando o trio de meias, Wescley joga de maneira cadenciada, formando o "motorzinho" crucial para o Ceará.

Para o setor ofensivo, o técnico Sérgio Soares ainda tem outras "armadilhas" na tentativa do Ceará surpreender o Vasco. Atacante que joga pelas pontas, Lelê voltará a estar à disposição, e deve formar a parceria com Bill. Porém, Rafael Costa, um centroavante de boa qualidade técnica, também é uma alternativa frequentemente utilizada, e que traz bons resultados.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos