DIS vai à Justiça, pede que Neymar seja preso por 5 anos e pare de jogar

À justiça espanhola, o fundo de investimento DIS apresentou acusações contra Neymar e família, Josep Maria Bartomeu, Sandro Rosell - atual e ex-presidente do Barcelona, Odílio Rodrigues, ois dois clubes envolvidos na transferência do jogador e empresas pertencentes ao brasileiro e sua família. A ação se deu nesta quarta-feira.

De acordo com o jornal espanhol "Marca", a empresa quer que todos os envolvidos fiquem inabilitados de exercerem funções no futebol. Caso isso seja acatado, Neymar teria que parar de jogar.

A DIS pede um total de oito anos de prisão para Bartomeu e Rossel por dois delitos, um de corrupção e outro de estelionato e cinco anos para Neymar, que é acusado de ter agido de forma corrupta. Já sua família é suspeita de omitir o valor verdadeiro da transação do craque para o Barça, que se deu em 2013.

Cabe ressaltar que a venda do atleta foi fixada em em 17,1 milhões de euros. o fundo de investimentos detinha 40% dos direitos de Neymar, enquanto o Santos possuía 55%, e Teísa, 5%.

TUDO COMEÇOU EM...

Em 2015, a DIS denunciou Santos, Barcelona, Neymar e a família do atacante. A empresa alegou que os contratos da negociação que levaram Neymar à Catalunha foram adulterados para diminuir os lucros dos terceiros, o que teria gerado uma fraude de 40 milhões de euros (R$ 151 milhões, na cotação atual). No mesmo ano, a Justiça Espanhola acatou a acusação.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos