Mesmo longe do título, Santos não se abate e valoriza feitos na temporada

O empate com o Cruzeiro no último domingo trouxe frustração à torcida e até mesmo ao elenco do Santos. Com um a mais em campo e à frente no placar, o Peixe sofreu gol nos acréscimos e praticamente deu adeus ao sonho do título brasileiro.

Impedido, é verdade, mas o gol de Manoel no Mineirão deixou o time do técnico Dorival Júnior a seis pontos do líder e rival Palmeiras. Apesar das chances ainda existirem para o Santos, o Verdão não pode somar mais nenhum ponto nas duas partidas que ainda restam.

Mesmo assim, nos bastidores, elenco, comissão técnica e diretoria têm valorizado os feitos da equipe na temporada. Com mais um título paulista, conquistado em maio, o Peixe não termina 2016 de "mãos abanando".

Com problemas de lesão e convocações para a Seleção Brasileira, além da venda de um dos principais jogadores do time à Europa (Gabigol), o Peixe conseguiu manter o nível de competitividade. Mesmo com constante reformulação do time, que foi ao mercado se reforçar com jogadores menos badalados, o topo sempre esteve bem próximo.

Além disso, o Santos chegou à liderança da competição por uma rodada. A última vez que o Peixe esteve no lugar mais alto da tabela havia sido em maio de 2006.

A vaga garantida na Libertadores do ano que vem também é exaltada. Além do fato de não disputar o torneio continental desde 2012, quando caiu nas semifinais, o Santos não se classificava para a competição pelo Brasileirão desde 2007, quando foi vice-campeão nacional. Em 2011, foi campeão graças ao título da Copa do Brasil do ano anterior.

E se com o novo modelo adotado pela Conmebol o número de vagas para clubes brasileiros aumentou, o Peixe tratou de evitar as fases eliminatórias e se garantiu direto nos grupos, evitando viagens no início do ano.

Com o menor poder de investimento em comparação aos principais adversários no Campeonato Brasileiro, o Santos conseguiu fazer frente às maiores potências do país e ainda briga para se consolidar como vice-campeão.

Foco agora é no investimento, dentro do orçamento possível, para fazer bonito na Libertadores.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos