Laudo indica que torcedor do Cruzeiro morreu eletrocutado

A polêmica morte do torcedor cruzeirense Eros Belisário Augusto, no confronto contra o Grêmio, na semifinal da Copa do Brasil, no Mineirão, ganhou novo capítulo nesta quinta-feira: laudos da Perícia da Polícia Civil mostram que o torcedor, de 37 anos, morreu eletrocutado.

De acordo com imagens fornecidas pela própria Polícia Civil, Eros se envolveu em uma briga com um segurança. Na confusão, uma porta, inicialmente trancada, acabou cedendo. Lá dentro, o cruzeirense bateu em uma tomada e levou um choque.

Após cair desacordado e eletrocutado, Eros foi retirado da sala, para ser reanimado, e levado para o Hospital Odilon Behrens, na Lagoinha, mas acabou chegando sem vida ao local.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos