Polícia Civil indicia cinco pessoas por acidente com câmera na Rio-2016

A Polícia Civil do Rio de Janeiro indiciou nesta sexta-feira por crime de lesão corporal cinco pessoas devido à queda de uma câmera filmadora no Parque Olímpico da Barra da Tijuca, no dia 15 de agosto deste ano, durante os Jogos Rio-2016.

De acordo com a investigação, a empresa Olympic Broadcasting Services (OBS), detentora dos direitos de imagem dos Jogos, utilizava um sistema de câmaras por cabos suspensos. A instalação e manutenção dos equipamentos foram responsabilidade da Empresa Camcat - Systems Gmbh, contratada pela OBS.

Os indiciados foram os técnicos contratados pela Camcat: Daniel Goestch, Alexander Brozec e Thomas Schindler; o engenheiro da OBS John Arthur Pearce; e o gerente geral das instalações do Parque Olímpico André Mendonça Furtado Mattos.

Na avaliação da polícia, eles tinham a responsabilidade de impedir a queda da câmera e as lesões provocadas em oito pessoas na hora do acidente. Teria havido, portanto, omissão por parte dos acusados.

A investigação também concluiu que as empresas citadas não elaboraram planejamento adequado para segurança das pessoas, sobretudo por se tratar de um evento internacional.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos