Apontado como autor de 'drone' dispara: 'Além do ano sofrendo com o Inter, tenho prejuízo'

O "drone" que sobrevoou o Beira-Rio na vitória por 1 a 0 do Internacional sobre o Cruzeiro rendeu dores de cabeça a uma família neste domingo. Morador de uma residência em Porto Alegre, Cássio Alves desabafou sobre a tensão após ser apontado como autor do veículo que provocou o clube com a possibilidade da Série B.

- Sou inocente, não fui eu que coloquei. Eu sou colorado e os caras vieram. Além de passar o ano sofrendo, com um time quase indo para a segunda divisão, ainda tenho todo o prejuízo da minha casa, do meu carro - revelou, à Rádio Gaúcha.

Em seguida, Cássio revelou:

- Minha mulher não quer voltar para casa.

De acordo com o morador, ele, a esposa e a filha de dez meses estavam em casa, quando um grupo de torcedores ocasionou a invasão. O casal estava acompanhando o jogo do Inter:

- Escutei os minutos de jogo, vibrei muito. E, do nada, me surpreendo com um bando de marginais gritando "o drone". Eu não entendi nada. Depois, fiquei sabendo o que era. Ele estavam alucinados, abriram o meu portão e jogaram pedras e paus.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos