Cuca lembra promessa, exalta título e não garante permanência no Verdão

A projeção que Cuca fez após a eliminação na semifinal do Campeonato Paulista foi concretizada neste domingo. O Palmeiras conquistou o Brasileirão com uma rodada de antecedência ao vencer a Chapecoense por 1 a 0, no Allianz Parque. Após a partida, o treinador relembrou a promessa, falou sobre sua importância para o Verdão e exaltou o título nacional.

- O que eu fiz naquela ocasião, em que dei uma entrevista depois de perder um jogo, que nem me lembro qual era (para o Santos), foi dizer que aquele time que estava sendo chacota seria campeão brasileiro. É uma responsabilidade grande falar isso em público. Nós tínhamos um motivo, uma razão, para nos identificar mais um com o outro. Eu não conhecia o grupo, mas tínhamos de ter uma junção. Por mais perigosa que fosse, foi ela que nos uniu. O campeonato de ponto corrido, você não consegue celebrar o título hoje, você comemora partida a partida. Comemoramos um pouco com Botafogo, Inter, Corinthians, Sport... Não teve a decisão. Os jogadores confiaram naquela promessa e jogaram, se algumas vezes não o melhor futebol, com a melhor entrega, a melhor luta - afirmou Cuca, que recebeu o famoso banho de isotônico dos jogadores durante a entrevista coletiva.

O treinador desconversou sobre o seu futuro no Palmeiras. Com contrato apenas até o fim deste ano, ele disse que ainda conversará com Maurício Galiotte, presidente recém-eleito. Agora, porém, Cuca quer apenas curtir o título do Brasileirão.

- Eu deixei isso para depois, a gente não podia perder energia nenhuma que pudesse fazer falta na nossa conquista. Agora a gente tem tempo para sentar e conversar. Hoje não tenho nada para falar. Vou conversar com o Maurício com calma. O mais importante de tudo era vencer, ser campeão. Eram 22 anos que não se ganhava. Um time que entra para a posteridade, você vai sempre lembrar do Palmeiras campeão em 2016, isso que é o importante - disse Cuca.

CONFIRA A ENTREVISTA COM CUCA:

COMO ANALISA A CAMPANHA DO PALMEIRAS?

O Brasileiro premia aquela equipe que tiver o momento ruim mais curto, pode ver, é raro ter uma equipe que passe bem o ano inteiro. Só aquele Cruzeiro do Luxemburgo em 2003. Todos têm uma baixa durante a caminhada, e nós tivemos, que foram as derrotas para Atlético-MG e Botafogo e o empate com a Chapecoense. Nosso baixo na competição durou três partidas, as outras equipes arrancaram mal, como Flamengo, o Santos.

QUAL A SENSAÇÃO DE SER CAMPEÃO?

Você não foi campeão hoje, não tem aquela explosão de ganhar uma Libertadores nos pênaltis. Hoje é natural, acho que a ficha vai cair mais para a frente. Vamos ver que foi um feito enorme e que ele foi construído ao longo de 37 rodadas.

TERÁ MAIS PROMESSA DE TÍTULOS?

Eu vou tomar mais cuidado (com promessas), porque é duro. Depois a gente fica pensando: "Por que fui fazer isso?". Ainda mais quando perde, o torcedor te encontra e você tem que aguentar, né?.

ONDE O PALMEIRAS PODE CHEGAR?

Onde pode chegar vai depender muito mais dos diretores do que do treinador. E o Alexandre Mattos é maravilhoso, o presidente é maravilhoso. Eles vão saber diferenciar as conquistas das necessidades. Eles vão formar um Palmeiras mais forte no ano que vem, com o Cuca ou sem o Cuca. A exigência vai ser maior. A tendência é continuar com uma equipe forte, mas você não tem nunca a segurança de ganhar.

QUAL FOI O SEGREDO PARA SER CAMPEÃO?

O que foi primordial para ganhar não tem uma receita. Tem que fazer a junção e a junção foi feita. Tínhamos uma torcida em protesto contra a gente e trouxemos eles para nosso lado. Foram fundamentais para a gente ganhar. Nossa diretoria, trabalhando junto com a gente, nos deixou muito fortalecido. E um grupo humilde. Você não vê arrogância, não vê prepotência. Agora não é hora de falar em ficar ou não ficar, é hora de curtir nosso título com o torcedor, na medida certa, e respeitar o campeonato, porque falta uma partida e é importante para muita gente.

Nós começamos o campeonato jogando muito bonito. Jogávamos sem o volante, sem posição fixa, trocava lateral com volante, envolvia. Era para pegar confiança, e a gente pegou, mas não era um futebol que ia ter dar certeza de vitória, porque a gente era fragilizado em termos de o adversário ter situações de gol. Olha como acabou. O Palmeiras acabou com a melhor defesa e sofrendo pouquíssimos riscos. Mudou o perfil. É um time jovem, com responsabilidade de time experiente. Hoje não correu risco, e esse amadurecimento foi fundamental para a gente vencer. Você tem de fazer as coisas corretas, por mais que sejam duras. O Fabiano jogar hoje era uma aposta, mas Deus coroou tanto que ele fez o gol. Eu sempre agi assim, às vezes não contentando a todos, porque não é obrigação da gente contentar um grupo de 39 jogadores, mas sempre tentando fazer o melhor para o Palmeiras.

FOI CRITICADO POR FAZER GOLS EM BOLAS PARADAS...

Aquelas críticas que ocorreram não cabem. Parabéns ao Vasco, que ontem fez um gol de bola parada e achou uma maneira de subir. É válido, está na regra, não tem nada de feio. Feio é não ganhar. Cada um pensa de um jeito, mas eu não concordo. É muito bonito você querer um futebol bonito olhando de cima, mas quando você está lá dentro e tem o seu trabalho na reta, o importante é ganhar, desde que seja dentro da lei.

QUEM FOI O CRAQUE DO CAMPEONATO?

Um só? Difícil falar, não poderia falar um só, porque cometeria injustiça. Mas é do Palmeiras. Eu ia escolher entre Moisés, Tchê Tchê, Gabriel Jesus, Dudu ou Jailson. Um desses cinco.

TEVE PROBLEMAS NO ELENCO...

Tivemos problemas, não tem como não ter problema. A gente tem problema em casa, com a mulher e duas filhas, então imagine com 39 marmanjos? Um que não joga, que fica no banco, outro que não está feliz. Quanto mais correto você é, mais respeito eles têm. E taticamente acho que também pude ajudar em alguns jogos, fazendo escolhas certas, algumas nem tão certas, porque a gente erra também.

COMO SERÁ O TRABALHO PARA A ÚLTIMA RODADA?

Nós demos folga hoje e amanhã para que eles possam descansar, era muita pressão, muita ansiedade, para dormir estava difícil. Vem coisa boa e vem coisa ruim na cabeça, não podíamos fracassar e deixar o torcedor na mão. Agora é trabalhar a equipe a partir de quarta de manhã. Temos que respeitar o campeonato.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos