Mano Menezes se desculpa com juiz e afirma: ' Não foi pênalti'

Atitude nobre do treinador Mano Menezes. Expulso nos minutos finais do revés de 1 a 0 para o Internacional, no último domingo, no Beira-Rio, por reclamar de um pênalti não marcado a favor do Cruzeiro, o comandante da Raposa pediu desculpas ao árbitro Marcelo Aparecido de Souza e reconheceu que não houve a penalidade.

Inicialmente, o técnico havia pedido a marcação da penalidade pois o meia Alex teria tocado a mão na bola, na entrada da área.

-A reclamação foi veemente porque tínhamos certeza que foi pênalti, mas nos enganamos. Como somos justos, quero pedir desculpas ao Marcelo. Ele fez uma boa arbitragem. Vi na TV e não foi pênalti. Foi justa a minha expulsão, não poderia ter reclamado com aquela veemência- analisou, em entrevista ao site oficial do clube.

Quanto a derrota fora de casa, Mano disse que faltou ao Cruzeiro um melhor aproveitamento nas finalizações.

-Na minha avaliação, não aproveitamos bem para definir as oportunidades ou criar a ultima etapa delas com qualidade. A gente teve muito volume, muito espaço, mas conclusões foram poucas. No intervalo, a melhor chance tinha sido do Internacional, na falta que o Rafael defendeu. O segundo tempo ficou mais aberto. Ao Inter só interessava a vitória e nós também fomos para cima- disse.

-Sofremos um gol no contra-ataque, em que avaliamos mal o rebote. Corremos atrás 60 metros sem fazer a falta e ainda tomamos o gol. Criamos duas oportunidades, com Robinho e Ábila, mas não fizemos. Saímos com a derrota em um jogo que poderíamos ter vencido-finalizou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos